Cobertura Hypeness

Feijoajay SP: Competição elege a melhor caipiroska do Brasil em meio a feijoada e muita música

por: Rafael Oliver

Tradicional no Rio, o Feijoajay aconteceu pela primeira vez em São Paulo no último domingo (14). Além da tradicional feijoada à vontade, outras misturas bem brasileiras também foram destaque na festa, que contou com DJ, música ao vivo e open bar das cinco caipiroskas, campeãs regionais do Brasil da segunda edição da competição de Smirnoff, que elegeu a melhor caipiroska do Brasil , a caipiroska Aquarela, do bar Gards Rooftop, de Curitiba.

De Caetano e Alceu Valença a música eletrônica, o repertório eclético dos DJ’s aqueceram o público paulistano que chegou logo cedo para prestigiar uma das feijoadas mais famosas no Rio de Janeiro. E para harmonizar com a feijuca, mais tarde rolou samba ao vivo, que agitou a galera ainda mais.

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

Os bons drinks

No open bar do evento, era possível pedir uma das cinco caipiroskas Smirnoff campeãs regionais da Competição, todas deliciosas. Tinha até receita que vinha com um picolé dentro. A gente conferiu cada uma das combinações, para tentar reproduzir no nosso happy hour.

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

 

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

Aquarela, campeã da região Sul, é a caipiroska do Gards Rooftop Bar e é feita com caldo de cana, graviola, cajá, manjericão e pimenta-rosa. Dois Limões, caipiroska do bar Simbalaê, campeã do Sudeste, leva limão-siciliano, limão-taiti e rapadura. Flor de Açucena, do Lampião Bar, campeão do Centro-Oeste, é composta de maracujá, shurb de morango, alecrim e manjericão. Arretado do Ceará, campeã do Nordeste, é uma criação do Floresta Bar feita com pimenta dedo-de-moça, abacaxi e tangerina. E por fim, mas não menos maravilhosa, a Cupulate, campeã do Norte, que leva gengibre, cupuaçu, picolé de chocolate e manjericão foi a grande campeã do bar El Patrón, de Belém.

A competição

Foram mais de 3.200 bares inscritos, de 261 cidades diferentes de todo país. Apenas 250 bares passaram para a segunda fase, por voto popular no site da competição. Originalidade, sabor e apresentação foram os quesitos avaliados durante toda a competição.

Para decidir o grande vencedor e conhecer a melhor caipiroska Smirnoff do Brasil, 3 jurados avaliaram cada uma das cinco receitas. Nicola Pietroluongo, Brand Ambassador da Diageo e um dos jurados, falou da responsabilidade de escolher o vencedor: “Nunca é fácil eleger o melhor drink. vamos ver o que o pessoal tá trazendo”, comentou ansioso. “Não tenho dúvidas que são todos bons. Até porque são feitos com um destilado de qualidade, trazendo uma tradição, uma vodka que é número um no Brasil e no mundo, isso faz com que você aprecie um drink mais saboroso”, completou.

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

O vencedor

Depois de muito suspense, chegou hora de descobrir o que todo mundo ali estava querendo saber. Afinal, qual é a melhor caipiroska do Brasil? A resposta enfim veio: ela foi criada em Curitiba, no Gards Rooftop Bar, pelo bartender Marcelo Prantoni, que comemorou muito o resultado: “A doçura do caldo de cana com a graviola, a acidez do cajá, a mágica da pimenta-rosa… É um drink especial. Eu to muito emocionado. Muito mesmo. Eu tô sem palavras!”, celebrou emocionado.

Para conferir a receita vencedora e todas as demais participantes é só entrar no site da competição.

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

No Brasil, o país da mistura, certamente a caipiroska é mais uma das tantas combinações que deram certo. “A gente criou a caipiroska. Nos anos 1970 só tinha caipirinha de cachaça. Aí a gente fez essa provocação, colocar Smirnoff na caipirinha, porque a vodka é bem neutra, faz você sentir os sabores. E é um sucesso. Tanto que 40 anos depois a gente tá aqui”, comemorou João Matos, Gerente de Smirnoff.

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

Se você ficou com vontade de uma caipiroska Smirnoff depois de ver essas imagens, não se preocupe, é super normal. Mas lembre-se sempre: beba de maneira responsável, nunca esqueça de tomar água entre um drink e outro e jamais compartilhe com menores, fechado?

Aprecie com moderação. Não compartilhe com menores de 18 anos.

Publicidade


Rafael Oliver
Publicitário de formação, com passagens por grandes agências, também atua por vocação na área da comédia. É redator, roteirista e humorista . Encontrou em San Diego, na Califórnia, seu segundo lar. Está sempre por lá. Vive uma busca incessante por novas experiências. E está longe de parar.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Após KFC e Burger King, Subway também entra na onda da ‘carne’ que não é carne