Debate

Homem mais rico da China quer que empregados trabalhem 72 horas por semana

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Uma jornada de trabalho de 12 horas diárias, seis dias por semana, é o que um dos homens mais ricos da China tem a oferecer aos seus funcionários. Jack Ma é fundador do site Alibabadiz que dinheiro não traz felicidade, e seu esquema de trabalho ganhou o apelido simpático de “996” para disfarçar o que realmente é: exploração.

A sigla corresponde aos horários realizados por seus empregados: das 9 da manhã às 9 da noite, 6 dias por semana. Daí o 996.

Em seu blog, o empresário disse considerar a semana de 72 horas de trabalho uma “enorme bênção” e afirmou que aquelas pessoas que pensam em trabalhar para o Alibaba precisam estar preparadas para isso.

Publicidade

Jack Ma

Foto: Divulgação

Segundo o Daily Mail, a carga horária viola a lei chinesa, que estipula que os horários médios de trabalho não devem exceder as 40 horas semanais. Na Ásia, já são comuns mortes relacionadas às jornadas excessivas, como o caso da japonesa Miwa Sado, vítima de uma insuficiência cardíaca aos 31 anos, após trabalhar cerca de 160 horas extras em um mês.

Este tipo de medida vai na contramão de uma tendência crescente principalmente nos países escandinavos, de reduzir o tempo no escritório. Na Suécia, foi testada uma carga horária de 6 horas diárias sem redução de salários e os resultados apresentados foram bastante positivos, com maior produtividade, redução de faltas e melhoria na saúde dos funcionários. Os benefícios foram semelhantes aos obtidos pela empresa neozelandesa que decidiu experimentar uma semana de trabalho de quatro dias.

Leia também: Funcionários enviam mensagens em etiquetas da Zara denunciando falta de pagamento

Publicidade Anuncie

Fotos: Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Talude de mina pode romper domingo; barragem da Vale em MG está ameaçada