Arte

Line ups hermanos: o que rola nos outros Lollapaloozas da América Latina

por: Redação Hypeness

O Lollapalooza é um dos festivais mais queridos do público. O evento foi criado nos Estados Unidos em 1991 pelo cantor do Jane’s Addiction, Perry Farrell, como uma espécie de turnê de despedida para sua banda.

– Os videoclipes mais famosos de artistas que estarão no Lolla BR 2019

Talvez ele já soubesse, mas não se desse conta do sucesso que aguardava o festival no futuro. Desde 2003, o encontro de ritmos se tornou referência e se internacionalizou. A partir de 2010, o Lollapalooza estreou em Santiago, no Chile. Depois, em 2012, o festival debutou no Brasil e em 2014 foi a vez da Argentina sentir o gostinho.

Alguns artistas se apresentaram em Chile e Argentina, mas no Brasil não

Por mais que siga uma linha de atuação parecida, o Lolla busca se adequar com os cenários culturais e demandas de cada região, fazendo com que o lineup ganhe em pluralidade.

Você já parou para pensar na curadoria de convidados para outras edições aqui na América do Sul? Nós sim. Por isso, o Hypeness fez uma lista com os 4 shows mais bombados do Lollapalooza latino-americano. Afinal, soy loco por tí América!

1- Los Hermanos (Argentina)

Calma, eles vão tocar aqui no Brasil. Mas agora, se você esperava ver o Lollapalooza com Los Hermanos, precisava ter ido para Buenos Aires. Eles tocaram lá no sábado (30).

O grupo liderado por Marcelo Camelo cantou sucessos disco Ventura (2003), além de 4 (2005) e Bloco do Eu Sozinho (2001).

2- MC Kevinho (Chile)

O funk ainda não ganhou espaço na versão brasileira do Lolla. Na verdade, em festivais grandes em geral. O fato suscita debates importantes sobre o insistente preconceito sofrido pela expressão cultural brasileira.

Em 2019, o Lollapalooza Chile acertou em cheio ao escalar MC Kevinho como uma das atrações principais. Ele cantou no mesmo dia de Kendrick Lamar, Greta Van Fleet e Lenny Kravitz. Moral, né?

Diante de uma plateia lotada no Palco Perry, Kevinho cantou hits como Rabiola e Olha a Explosão. “O nosso funk é mundial SIMMMMMMM! O dia mais feliz de toda minha vida”, escreveu ele no perfil do Instagram.

3- Chet Faker (Argentina e Chile)

Em 2015 Chet Faker (agora Nick Murphy) tocou apenas para os hermanos argentinos e chilenos. O australiano foi um dos destaques da programação que estava em seu segundo ano. Há distantes quatro anos atrás, o músico divulgou o disco Built on Glass, de 2014.

O show recebeu elogios, principalmente da imprensa chilena, que destacou o ambiente delicado proporcionado pela sonoridade eletrônica do artista.  

4- Caetano Veloso (Argentina e Chile)

O cantor nunca se apresentou na edição brasileira do festival. Chile e Argentina tiveram essa sorte. Ao lado dos filhos Zeca, Moreno e Tom, Caê protestou contra a ditadura e tocou sucessos da turnê Ofertório. Gostamos muito de você, leãozinho.

Lollapalooza BR já se consagrou como um dos festivais mais queridos do Brasil e não é por acaso. A edição 2019 do evento anuncia um line up estrelado por atrações nacionais e internacionais e promete ficar para a história. A Chevrolet aproveitou esta oportunidade única para presentear seus clientes com o #OnixDay, um evento exclusivo para clientes Chevrolet Onix, com presença de grandes nomes como Sam Smith, Macklemore e Portugal The Man, que tocarão nos três dias de Lollapalooza. O Hypeness e a Chevrolet uniram forças para trazer até você dicas quentíssimas e as últimas novidades da edição 2019 do festival. Vem com a gente que o babado é quente! Você não vai querer ficar de fora!

 

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Sandy e Junior ganha documentário com material inédito para celebrar 30 anos de dupla