Ciência

McRoma: Arqueólogos encontram registros de ‘fast food’ durante Império Romano

por: Vitor Paiva

Antes de ser praticamente exterminada pela erupção do vulcão Vesúvio em 79 d.C., a população da cidade romana de Pompéia cultivava um hábito que até hoje permanece popular em todo o mundo: frequentar lanchonetes de fast food – ou, ao menos, o mais perto possível de uma lanchonete na época do Império Romano. Novas escavações arqueológicas descobriram recentemente um restaurante onde se serviam bebidas e comidas quentes e rápidas, como se faz hoje em dia com a chamada fast food.

O “salão” da lanchonete descoberta em Pompéia

E mais: essa não é nem de longe a primeira descoberta do tipo na região de Pompéia – cerca de 80 estabelecimentos do tipo já foram encontrados por arqueólogos. A fast food, portanto, fazia sucesso na Roma Antiga como fazem hoje, como estão espalhadas as redes de lanchonetes atuais pelas grandes cidades, em Pompéia, pelo visto, não era diferente.

Detalhes das pinturas que decoravam o restaurante; acima, a pintura que funcionava como “placa” do local

Tais locais para compra de alimentos prontos para o consumo em Roma eram intitulados Thermopolium (termopólio, em tradução livre), e costumavam consistir em uma pequena sala, com uma mesa e um balcão à frente, e prateleiras onde a comida quente era armazenada para ser servida. No restaurante descoberto, a pintura de uma ninfa do mar seminua encontrada entre as ruínas provavelmente servia como placa do local. A escavação é parte do projeto Great Pompeii, que visa explorar regiões menos estudadas da cidade.

Jarros encontrados entre as ruínas

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Este incrível quebra-cabeça da Lua te desafia a reconstruir uma fotografia da NASA