Debate

O comercial do BB censurado por Bolsonaro era o melhor possível; assista

por: Redação Hypeness

As prioridades do presidente da república de um país que, segundo o IBGE tem 13 milhões de desempregados, continuam voltadas para a “moral e os bons costumes”. Jair Bolsonaro segue agindo como se estivesse em época de campanha e busca de todas as formas agradar seu eleitorado conservador.

O ex-capitão, em função presidencial, vetou no dia 14 de abril um comercial do Banco do Brasil de 30 segundos, que estava no ar desde o início do mês. A peça era direcionada a um público jovem e ilustra a diversidade, questão que vem sendo cada vez mais pautada nas democracias pelo mundo. A veiculação desse tipo de propaganda é uma estratégia corporativa de captar jovens para o banco, especialmente de grupos historicamente marginalizados — a peça traz jovens negros e uma atriz transexual.

Abaixo, o vídeo censurado pelo presidente da república:

Além da publicação do vídeo, o presidente também interferiu no quadro de funcionários do Banco do Brasil. Por telefone, Bolsonaro solicitou que Rubem Novaes, presidente da instituição, demitisse o diretor de marketing da empresa, Delano Valentim.

Segundo Novaes, a demissão foi “uma decisão de consenso“.  No entanto, de acordo com a Folha de São Paulo, pessoas que acompanharam a discussão afirmam que o presidente do Banco do Brasil não tinha visto a campanha até a ligação de Jair Bolsonaro.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Blogueira que se casou com ela mesma se suicida após ataques na internet e abandono de noivo