Criatividade

Pecado: Fundação católica queima livros de ‘Harry Potter’ por promoverem bruxaria

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Queimar livros parece coisa de séculos atrás. No entanto, aconteceu em 2019 e no norte da Polônia. Nada menos que a coleção de Harry Potter foi consumida pelas chamadas. Sobrou também para o trabalho do guru indiano Osho.

Os livros foram queimados por padres católicos, que acusam Harry Potter e Osho de bruxaria e de invocarem “forças malignas”. A queima foi acompanhada por crianças e aconteceu depois dos párocos terem pedido para que fiéis limpassem suas casas das tais forças do mal.

– Curso gratuito da USP sobre Harry Potter tem inscrições abertas

Publicidade

– Pessoas que gostam de Harry Potter são mais tolerantes e empáticas, aponta pesquisa

– Linha Harry Potter de roupas de ginástica para exercícios fantásticos

Harry Potter é acusado de promover ‘forças malignas’

Pra eles, J.K Rowling promove bruxaria. Máscaras africanas de madeira a estátuas budistas e de elefantes também podiam ser vistas no meio da labaredas. Pegou super mal e as pessoas criticaram a atitude dos padres no Facebook. “Vocês levam as pessoas de volta à escuridão da Idade Média”.

Nos anos 1960, os Beatles sofreram do mesmo mal. Comunidades conservadoras dos Estados Unidos queimaram álbuns da banda britânica ao ouvir a declaração de John Lennon, que comparou a fama do conjunto com a de Jesus Cristo.

Publicidade Anuncie

Foto: Fundacja SMS Z Nieba/Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
10 ideias geniais para ressignificar tattoo em homenagem a ex