Peste suína se espalha e 200 milhões de porcos podem ser abatidos na China
Ciência

Peste suína se espalha e 200 milhões de porcos podem ser abatidos na China

17 • 04 • 2019 às 10:41
Atualizada em 18 • 04 • 2019 às 10:44
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Certas tradições alimentares fazem da China o país que mais mata porcos para consumo da carne suína no mundo – e tal cenário se transforma em realidade alarmante quando uma epidemia de peste suína se confirma. Mais de um milhão de animais já foram abatidos no país por conta dessa contaminação, apresentando sintomas de contaminação e infecções graves. É o número mais expressivo de contaminação na história do país – e ele pode crescer de forma próxima assombrosa.

Pois o país possui cerca de 360 milhões de porcos e, para os especialistas, mais de 200 milhões deles estão sujeitos a serem infectados pela peste que se alastra em alta velocidade – e tal alastramento pode levar a uma verdadeira chacina de animais. A contaminação pode se dar por meio do transporte de animais vivos, pessoas, carnes e subprodutos. O vírus não oferece riscos para o ser humano, mas é letal para o rebanho suíno.

Criação de porcos na China

Os registros do surto no país não tem precedentes – desde agosto do ano passado foram reportados 124 surtos. A previsão de abate de 200 milhões de animais, realizada pelo banco holandês Rabobank, é a mais extrema já apontada para a situação, sugerindo que a gravidade da epidemia é muito maior do que os dados oficiais chineses sugeriram até aqui.

Publicidade

© fotos: divulgação


Canais Especiais Hypeness