Seleção Hypeness

4 personagens que a última temporada de ‘Game Of Thrones’ estragou

por: Tarsila Döhler

O tão esperado fim de “Game of Thrones” está próximo. Depois da chegada do inverno e da derrota do Rei da noite, a série, iniciada em 2011, finalmente revelará no domingo (19) quem se sentará no Trono de Ferro. Se é que ainda existe um, depois da destruição de King’s Landing causada por Daenerys Targaryen e seu dragão. A sequência, porém, desagradou boa parte dos fãs, que chegaram ao ponto de organizar um abaixo-assinado para que a HBO recrie o fim da trama.

Segundo as críticas, o roteiro de David Benioff e D.B. Weiss ignorou o arco de personagens que se desenvolveram e cresceram ao longo de oito anos. O canal de televisão está responsável pela narrativa, já que o escritor George R.R. Martin, em cujos livros a série é baseada, não finalizou a história a tempo do lançamento da nova temporada. O grande choque veio com ‘”Os Sinos”, penúltimo episódio da série, exibido no domingo passado (12), em que os espectadores sentiram mudanças incoerentes na história. As mais marcantes, e mais apontadas nas redes sociais, estão abaixo:

1. Daenerys Targaryen

Esta é, provavelmente, a maior decepção entre os fãs com o fim da série. Daenerys, interpretada por Emilia Clarke, surgiu apenas como uma moeda de troca, usada por seu irmão, Viserys Targaryen, em sua busca pelo trono. Porém, a trama revelou a importância da jovem e ela acumulou diversos títulos ao longo de sua jornada até a capital do reino. Daenerys se mostrava uma rainha justa, na medida do possível, e humilde. Ainda que usasse seus dragões contra os inimigos, como outros personagens usavam espadas, ela era capaz de assumir os próprios erros e mudar de postura após ouvir seus conselheiros. A rainha era conhecida por ter piedade por povos escravizados, libertá-los e deixar com que escolhessem segui-la ou não.

Outro ponto relevante foi seu esforço para “educar” seus dragões para que controlassem seus instintos letais e, assim, impedir a morte de inocentes. Nos últimos tempos, porém, a personagem começou a cometer erros estratégicos, militares e políticos, gravesNo episódio ‘Os Sinos’, Daenerys usa as chamas de seu dragão para dizimar a capital dos Sete Reinos, ignorando o badalar que indicava a rendição da cidade. Abaixo da rainha, inúmeros inocentes, entre eles, mulheres e crianças, corriam por suas vidas. Mas o fogo continuou a se alastrar por toda King’s Landing. É difícil compreender a desconstrução tão repentina da personagem. Muita gente achou que o título de rainha louca poderia fazer sentido, se bem construído ao longo das temporadas. A essa altura, porém, foi interpretado como uma tentativa de forçar o roteiro para transformar Jon Snow em soberano dos Sete Reinos.

2. Jaime Lannister

O filho do clã Lannister começou a série cometendo atrocidades, como quando jogou Bran Stark, de 7 anos, do alto de uma torre para calar o menino sobre sua relação amorosa com a irmã gêmea, Cersei Lannister. De lá para cá, Jaime foi prisioneiro, perdeu uma das mãos, confrontou seu pai, se aproximou do irmão renegado pela família e, por fim, se envolveu com uma mulher que sempre recusou o título de lady, Brienne de Tarth. Interpretado por Nikolaj Coster-Waldau, esse foi um dos personagens que mais se desenvolveu durante a história. Sua maior mudança apareceu às vésperas da Batalha de Winterfell.

Jaime Lannister Nikolak Coster Waldau GIF by Game of Thrones - Find & Share on GIPHY

Ao notar que sua irmã e amante não daria o apoio prometido a Jon Snow e Daenerys Targaryen, Jaime tomou a difícil decisão de deixá-la, mesmo grávida de seu filho, para se juntar ao exército dos vivos na tentativa de derrotar os White Walkers, uma guerra dada como perdida. Mas, ele aceitou a situação e preferiu lutar ao lado de quem julgava estar fazendo o certo, mesmo que isso significasse morrer e deixar sua Cersei sozinha. Portanto, ninguém esperava que, no penúltimo episódio da série, Jaime jogaria tudo para o alto depois da batalha vencida e se juntaria à amante, que havia desafiado a Mãe dos Dragões e se recusado a voltar atrás, mesmo com a iminente derrota. A decisão fez com que uma das personagens mais fortes da série, Brienne de Tarth, implorasse aos prantos para que ele não partisse de Winterfell. Além disso, ao decidir se juntar à irmã, ele deixa de proteger toda a população de King’s Landing. Nessa passagem, ele afirma que nunca se importou muito com os moradores do local, quando é conhecido como “O Regicida” exatamente por ter assassinado o pai de Daenerys e impedido que a destruição da cidade, na tentativa de salvar o povo.

3. Cersei Lannister

Após a morte do Rei da Noite nas mãos de Arya Stark, Cersei, na aclamada interpretação de Lena Headey, se tornou a maior ameaça a Daenerys Targaryen e seus aliados. O exército da Mãe dos Dragões estava exausto e fraco após a Batalha de Winterfell, mas, ainda assim, ela decidiu encarar a rainha “usurpadora”. Os fãs aguardavam um confronto épico, uma vez que Cersei, com seus soldados, já havia planejado e matado um dos dragões da herdeira Targaryen. A situação causou ainda mais ansiedade quando, durante uma tentativa de diálogo entre os dois lados, a rainha ordenou que decaptassem a melhor amiga e conselheira de Daenerys, Missandei de Naath.

Got Cersei Lannister GIF by Game of Thrones - Find & Share on GIPHY

Acreditava-se que essa seria uma batalha ainda maior do que a que aconteceu entre mortos e vivos, que, ao ser resumida a um episódio, deu a entender que os roteiristas da série apostavam todas as fichas no embate com Cersei. O que ocorreu, porém, foi que, com o surto de Daenerys e sua decisão de queimar King’s Landing, a imagem da grande ocupante do Trono de Ferro se reduziu à uma mulher medrosa que morreu agarrada ao homem que amava e implorando por salvação. E, ao final, não houve sequer um confronto direto entre as duas rainhas. Uma das personagens mais brilhantes e temidas da série teve como fim a morte devido a um desabamento de pedras durante a destruição de seu reino.  

4. Tyrion Lannister

O anão, interpretado por Peter Dinklage, se apresentou como um boêmio irremediável. Sua vida, julgada por todos, se resumia à cerveja, vinho e bordéis. Ao longo da trama, no entanto, Tyrion, sempre renegado por sua aparência, mostrou seu valor: ganhou os fãs pela eloquência, senso de humor e inteligência. Passou, então, a ser respeitado, pelo menos quando não estava entre os seus.

Tyrion Lannister GIF by Game of Thrones - Find & Share on GIPHY

O caçula dos Lannister abandonou sua família em meio ao caos para sobreviver. Neste caminho, porém, descobriu pelo que lutar: tornou-se mão da rainha Daenerys. Na função, ele a aconselhava e fazia com que ela refletisse antes de tomar suas decisões como governante. Porém, na sétima temporada, as coisas começaram a desandar e Tyrion começou a falhar enquanto conselheiro da rainha. O episódio mais recente, por exemplo, prova que ele não foi capaz de impedir a Mãe dos Dragões de promover uma verdadeira carnificina em King’s Landing. Ainda em ‘Os sinos’, ele liberta seu irmão aprisionado e pede que ele salve Cersei, a irmã que sempre lhe maltratou e que tentou matá-lo diversas vezes. O público ficou sem entender o que aconteceu com a inteligência e o poder de persuasão tão marcantes na história do personagem.

Resta esperar o melhor possível no último episódio da série, exibido pela HBO no domingo (19), às 22h. Se o roteiro seguir decepcionando os fãs, pelo menos pode servir de incentivo para que George R.R. Martin finalmente publique o novo livro, com a parte final da trama…

Publicidade

Fotos: Divulgação/HBO


Tarsila Döhler
Jornalista, pisciana, apaixonada por brechó, cerveja gelada e livros. Natural do interior, com sonho na cidade grande. Divide a vida entre textos, diagramação, bordados e os 360 dias de espera pelo carnaval.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Museu decide comprar apenas obras de mulheres por um ano por reparação histórica