Ciência

Agrotóxico tido como ‘inofensivo’, muda comportamento de abelhas

por: Gabriela Glette

Tidos como os seres vivos mais importantes do mundo, a ciência já sabe que as abelhas podem estar viciadas em agrotóxicos e, estes pesticidas são os maiores responsáveis pela imensa quantidade de produtoras de mel que vem morrendo nos últimos anos. Nova pesquisa mostrou que, mesmo um pesticida considerado inofensivo mudou o comportamento das operárias, deixando-as letárgicas –  mesmo quando usado em pouca quantidade.

agrotóxico inofensivo abelhas 1

Além de comprometer o funcionamento da colmeia, este pesticida está diretamente ligado com o encurtamento de vida destes insetos – em até 50%. O estudo foi encomendado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do estado de São Paulo (Fapesp) e visa investigar o desaparecimento das abelhas no mundo inteiro. A resposta é simples e é devido ao uso desenfreado de agrotóxicos, sobretudo no Brasil, onde são permitidos todos os pesticidas proibidos no resto do mundo.

agrotóxico inofensivo abelhas 2

Segundo Osmar Malaspina – pesquisador do Centro de Estudos de Insetos Sociais do Instituto de Biociências da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp), na maior parte dos casos, as colmeias desaparecem de 24 a 48 horas, indicando contaminação por inseticida: “Não existe nenhuma doença capaz de matar uma colmeia inteira em 24 horas. Só inseticidas podem provocar isso”, afirmou.

agrotóxico inofensivo abelhas 3

Os testes foram realizados em concentrações realistas, como as encontradas no pólen das flores. Porém, mesmo quando ingerido em pouca quantidade, as abelhas contaminadas acabam percorrendo distâncias muito menores, se perdem no campo e, não acham mais o caminho da colmeia, comprometendo toda a colônia, que acaba sofrendo um colapso e morrendo. Os pesticidas investigados na pesquisa foram a clotianidina – usado para controle de pragas nas culturas de algodão, feijão, milho e soja, e o piraclostrobina – aplicado nas folhas da maioria das culturas de grãos, frutas, legumes e vegetais.

Publicidade

Fotos: Unsplash


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Stonehenge tinha acústica tão boa quanto a de um cinema, apontam cientistas