Diversidade

Amor incomoda: homofóbicos propõe boicote à Natura por lésbicas se beijando

14 • 05 • 2019 às 10:56
Atualizada em 14 • 05 • 2019 às 13:48
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

A onda de boicotar tudo que expõe a diversidade que existe no mundo segue firme e forte. A empresa alvo do momento é a Natura, que ousou estampar anúncios com casais LGBTQ. Na campanha, estrelam de três casais, um formado por duas mulheres cisgêneros, outro por uma drag queen e uma mulher cisgênero e o último por uma mulher transgênero e uma mulher cisgênero.

O objetivo é mostrar que “no amor cabem todas as cores”, como descreve a empresa no anúncio da “Coleção do Amor” no Instagram. A iniciativa, claro, gerou inúmeras críticas de homofóbicos e transfóbicos nas redes sociais, que levantaram a hashtag #BoicoteNatura no Twitter. Muitos haters lançaram a pérola “quem lacra não lucra” e houve quem dissesse que “ficou horrorizada com a safadeza” e que “essa opinião não mudaria se fossem casais heterossexuais”. Não se nota, porém, boicotes a marcas que mostram relacionamentos entre homem e mulher, algo constante em propagandas televisivas, impressas e online.

A Natura é uma empresa nacional, considerada a única brasileira entre as 50 marcas de cosméticos mais valiosas do mundo, de acordo com o site Brand Finance e possui três iniciativas no país: uma que valoriza a música brasileira, uma ligada à educação pública e, ainda, uma plataforma que une projetos socioambientais.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness