Debate

‘Balbúrdia da ciência’: Cientista brasileiro comemora pesquisa que devolveu movimentos a paraplégicos

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Na última sexta-feira (10), Miguel Nicolelis, neurocientista brasileiro, publicou na revista Nature uma pesquisa liderada por ele, que levou dois paraplégicos a caminharem.

Para ser posto em prática, o projeto contou com vários fatores, como o desenvolvimento de um novo dispositivo de estimulação muscular e de uma interface cérebro-máquina. Como resultado, dois pacientes com paraplegia crônica “foram capazes de caminhar com segurança apoiados em 70% do peso do próprio corpo, acumulando ao todo 4.580 passos”, como explicam os cientistas no estudo.

A pesquisa faz parte do ‘Walk Again Project’ (projeto Andar de Novo, em português), um consórcio internacional sem fins lucrativos, que conta com pesquisadores cujo foco é a recuperação de pacientes com lesões medulares. Num vídeo publicado pelo projeto, é possível assistir à caminhada dos pacientes que, ao imaginarem o movimento da perna, acionam a contração de oito músculos do membro. 

Publicidade

O brasileiro Miguel Nicolelis publicou um vídeo com os pacientes caminhando em sua conta no Twitter.

“Aqui novamente as imagens de um feito histórico da balbúrdia da ciência brasileira!”, escreveu. A menção se deve à justificativa do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que classificou o que ocorre nas universidades federais brasileiras como “balbúrdia” e, com isso, justificou o congelamento de 30% das despesas não obrigatórias de todas essas instituições no país.

O trabalho do neurocientista ganhou notoriedade fora do meio acadêmico na abertura da Copa no Brasil, em 2014, quando um jovem paraplégico caminhou e deu um chute simbólico numa bola, através de um exoesqueleto desenvolvido pela equipe de Miguel.

 

Publicidade Anuncie


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Whindersson desabafa sobre treta com Carlinhos Maia: ‘falei que não daria pra ser padrinho e ele me bloqueou’