Inovação

Equipe da Federal Fluminense é finalista em competição aeroespacial da NASA

por: Redação Hypeness

Uma equipe da Universidade Federal Fluminense (UFF), no Rio de Janeiro, chegou na final de uma competição aeroespacial realizada pela Nasa. Os jovens estão matriculados em diferentes cursos e fazem parte do Programa de Educação Tutorial de Engenharia Mecânica (PET MEC).

– 7 x 1 do dia: Alemanha quer pesquisadores brasileiros, e nem precisa falar alemão

O Human Exploration Rover Challenge acontece anualmente no Space Rocket Center, em Huntsville, no Alabama. Com o evento, a agência espacial dos Estados Unidos incentiva o surgimento de novas gerações de jovens cientistas para a exploração do espaço.

O grupo é orientado pela primeira mulher diretora da Escola de Engenharia da UFF

O The Myths Brazil Team, como é chamada a equipe brasileira, é formada por estudantes em busca da expansão de conhecimentos e a troca de experiências para a profissionalização no mercado de trabalho.

Eles criaram e testaram novas tecnologias que podem enfrentar desafios em ambientes interplanetários, com destaque para a construção de um rover – triciclo a pedal e pilotado por dois ‘cosmonautas’.

O rover foi criado pensando no meio ambiente. A composição da roda leva fibra de carbono e o até então inédito método de laminação a vácuo. Mais uma conquista da Universidade Federal Fluminense.

– Brasileira vence concurso mundial de jovens cientistas. E vai virar nome de asteroide

“Essa etapa do trabalho foi terceirizada. Conseguimos um patrocínio de uma empresa privada, após bater de porta em porta, em busca de recursos. Outras peças foram feitas por nós no Laboratório de Tecnologia Mecânica”, destacou Victor Sassi, aluno de engenharia mecânica envolvido no projeto.

O rover leva fibra de carbono e o método de laminação a jato

Nos EUA, o time brasileiro enfrentou a concorrência de 110 equipes. O The Myths Brazil Team garantiu vaga na final ao lado de outros 38 grupos. A prova reproduziu obstáculos que lembram o solo da Lua e de Marte.

Victor Sassi, de 24 anos, é aluno de engenharia mecânica e cita o desafio enfrentada na competição promovida pela Nasa.

– O bilionário negro que quitou as dívidas estudantis de uma turma inteira

O percurso por si só já é um grande desafio. Nossa pontuação foi maior que a do ano passado, ocasião em que também enfrentamos muitas dificuldades e ultrapassamos somente um único obstáculo. Esse ano fizemos mais da metade da prova”, declarou ao site oficial da UFF.

O feito recente destaca a importância do The Myths Brazil Team, que em 2018 recebeu o Neil Armstrong Best Design Award, como melhor projeto considerando fabricação, custo e funcionalidade. A TMB foi a primeira equipe de uma universidade brasileira a participar do evento.

Para tornar a história ainda mais saborosa,o grupo é orientado pela primeira mulher diretora da Escola de Engenharia da UFF, Fabiana Leta.

Publicidade

Fotos: Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Restaurantes canábicos nos EUA criam profissão: Ganjier, o sommelier de ganja