Debate

Fernandinho Beira-Mar quer lançar site para vender produtos de sua marca

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Lá se vão 20 anos desde que Fernandinho Beira-Mar foi preso em um acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) na floresta amazônica.

Agora, o traficante condenado a mais de 300 anos de prisão pretende se lançar no mercado de comércio online. Fernandinho Beira-Mar finaliza os últimos detalhes de um site de vendas.

– Legalização da maconha no Uruguai deu prejuízo de US$ 22 milhões ao tráfico

– Para comandante do Exército, legalização de algumas drogas é ‘debate fundamental’

No site: livros, canecas, bonés e capas para celular com as iniciais FBM

Os produtos, segundo Fernandinho, serão confeccionados por dependentes químicos e de acordo com a advogada Paloma Gurgel, a construção do domínio é acompanhada de perto por Beira-Mar.

Além de canecas, camisas e capas para celular com as iniciais FBM, o site disponibilizará dois livros escritos pelo traficante carioca. O primeiro trata de Jesus Cristo e foi empregado na conclusão do curso de Teologia. O segundo é uma biografia sobre a trajetória de Beira-Mar, incluindo relações com os chefões das FARC.

– Policial que passou 14 anos disfarçado de viciado quer a descriminalização das drogas

Fernandinho Beira-Mar está preso na cela 38 de uma penitenciária federal de segurança máxima em Mossoró, no Rio Grande do Norte. O Código Penal (CPP) não prevê veto ao site ou criação de marca comercial em nome do detento. Já o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) diz que Luiz Fernando da Costa (Fernandinho Beira-Mar) não tem permissão para utilizar computadores, exceto em períodos de estudo à distância.

A advogada argumenta que a construção do site é encabeçada por terceiros sob supervisão de Beira-Mar. Fernando tem 51 anos.

Publicidade

Foto: EBC


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Em menos de 6 meses, 239 novos agrotóxicos são liberados pelo governo Bolsonaro