Diversidade

Humorista Yuri Marçal denuncia racismo no Uber: “Se ficasse atrás dele, teria que dar me um tiro”

por: Redação Hypeness


Yuri Marçal retratou caso grave de racismo sofrido em Porto Alegre. Em vídeo publicado nas redes sociais, o humorista revela ter sido ameaçado por um motorista do Uber caso sentasse no banco atrás dele, “senão ele ia ter que me dar um tiro”.

O artista conta que o produtor se acomodou no banco do passageiro e ele no banco traseiro do Chevrolet Cobalt de placa AYY-5457.

– O racismo será premiado: William Waack vai comandar a CNN Brasil

“Meu produtor entrou na frente e eu entrei atrás. Aí, o racista falou para que eu não ficasse atrás dele, senão ele teria que me dar um tiro”, revelou.

Racismo: Motorista do Uber ameaçou dar tiro em Yuri Marçal

O conteúdo foi gravado na última terça-feira (28) e Yuri aparece bastante nervoso, inclusive tremendo. “Pensei em fazer esse vídeo quando estivesse mais calmo, mas quero fazer emocionado mesmo”. Ele completa antes de contar a história, “é um caso de racismo, vocês já sabem”.

Ele havia se apresentado em Porto Alegre (RS) e seguia para a cidade de Farroupilha, no interior gaúcho. Tamanha surpresa, Yuri questionou o condutor para se certificar do que ouviu. O motorista respondeu, “motivo de segurança”. Humorista e o produtor saltaram do carro em movimento.

– 25 anos depois de Mandela, África do Sul aposta no turismo e diversidade para crescer

“Mandei ele tomar no c* e se fod*, falei para o Erick [produtor] cancelar a viagem e desci do carro em movimento mesmo”, disse irritado. Ele ainda cobrou providências da empresa, “vamos ver o que a Uber vai fazer. É isso”.

De acordo com Yuri, o motorista ainda deu voltas no hotel. Ele voltou a cobrar a Uber e pediu que o homem seja exposto.

“Agora estou bem protegido. Agradeço todo mundo que ajudou a ter repercussão, à galera que está me mandando mensagem prestando solidariedade, a galera da mídia que está ajudando esse caso a ganhar a proporção que, infelizmente, ele tem que ter”, agradeceu.

O novo caso de racismo explícito no Brasil provocou reações de Lázaro Ramos e Juliana Alves. Ambos se colocaram à disposição de Yuri Marçal.

“Estou aqui para o que precisar”, escreveu Lázaro. “Estou com você”, disse Juliana.

Felipe Neto e Ingrid Guimarães também se manifestaram. “Se precisar de qualquer coisa, conta comigo, irmão. Fiquei enjoado vendo isso”, postou neto Felipe Neto. Ingrid cobrou a Uber.

– Entrevistão com KL Jay (PARTE UM): ‘Unicamp acertou. Racionais MC’s é um livro que ensina muito’

Em nota, a Uber declarou que “tem uma política de tolerância zero a qualquer forma de discriminação nas viagens com o app. Assim que soubemos do caso, entramos em contato com o usuário para oferecer apoio e bloqueamos a conta do motorista”.

Nesta quinta-feira (29), Yuri Marçal garantiu a tomada de medida cabíveis. “E Uber, banir o motorista é obrigação, quero políticas ações/antirracistas”.

“Não sei se por tratar dessas pautas nas minhas piadas, eu comecei. Não que eu achasse que essas paradas não fossem acontecer comigo, nunca passou isso pela minha cabeça. Mas é como se fosse um cardiologista, guardadas as devidas proporções, que todo dia salvasse vários corações e na minha cabeça eu pensasse que nunca fosse enfartar, sabia como funcionava isso. Mas não, não é assim, nunca foi isso, e nunca vai ser. É assim que a sociedade vai ver a gente, por mais que você seja famoso, por mais que você tenha dinheiro, por mais que você ocupe um lugar. Foi muito pesado o que aconteceu! Eu nunca fui ameaçado de tomar um tiro, nunca fui ameaçado de morte”, encerrou.

View this post on Instagram

É isso.

A post shared by Yuri Marçal (@oyurimarcal) on


Publicidade

Foto: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Morria de medo’: Youtuber Dora Figueiredo se emociona ao falar de relacionamento abusivo