Debate

Kit Harington, o Jon Snow de ‘GoT’, se interna para tratar dependência de álcool e estresse

por: Tarsila Döhler

Kit Harington, o Jon Snow de Game of Thrones, está em uma clínica de reabilitação para tratar de um problema com álcool e estresse. Segundo informações do The New York Post, o ator britânico de 32 anos se disse esgotado após as oito temporadas da série da HBO. A clínica, em que Kit deu entrada há quase um mês, semanas antes do final da trama, fica em Connecticut, nos Estados Unidos.

A reportagem informa ainda que a esposa do ator, a atriz Rose Leslie (atualmente no elenco da série The Good Fight) apoiou totalmente a decisão do marido. O casal se conheceu na época de Game of Thrones, quando ela interpretava a selvagem Ygritte, par romântico de Jon Snow.

O casamento de Kit e Rose aconteceu em junho de 2018

Anonimamente, um amigo de Kit explicou que o ator sofreu muito com o fim da série e entrou em pânico ao começar a pensar sobre o que viria a seguir em sua carreira.

De fato, no documentário ‘Game of Thrones: A Última Vigília’, sobre os bastidores da última temporada, exibido no último domingo (26), ele aparece mais emocionado que o resto do elenco durante a leitura do episódio final.

Kit já havia afirmado à Variety que seus problemas começaram quando seu personagem passou a ser um dos protagonistas da história, depois que Jon Snow foi morto e ressuscitado pela sacerdotisa Melisandre (Carice van Houten), no primeiro episódio da sexta temporada, exibida em 2016.

A reação do ator durante a leitura do destino da personagem Daenerys viralizou

“Não foi um momento muito bom na minha vida. Senti que tinha de ser a pessoa mais feliz do mundo quando, na verdade, me sentia muito vulnerável. Meu período mais difícil foi quando a série pareceu se tornar sobre Jon. Eu realmente não gostei disso”, desabafou o ator à revista americana.

Em entrevista recente à Esquire, ele afirmou que “ficou despedaçado” depois de filmar sua cena final em Game of Thrones e que a última vez que despiu as roupas do personagem foi como ser “esfolado vivo”.

Publicidade

Foto 1: Reprodução/Instagram Foto 2: Reprodução/Youtube


Tarsila Döhler
Jornalista, pisciana, apaixonada por brechó, cerveja gelada e livros. Natural do interior, com sonho na cidade grande. Divide a vida entre textos, diagramação, bordados e os 360 dias de espera pelo carnaval.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Paraisópolis, DJ Rennan: O funk e a impossibilidade da existência negra