Diversidade

Nos EUA, Alabama proíbe aborto até em casos de incesto e estupro

por: Redação Hypeness

O Alabama anunciou a proibição do aborto mesmo em casos de estupro e incesto. A aprovação veio do Senado do Alabama e abre exceção apenas para cenários em que a mãe corra risco de morte durante a gravidez. A sanção depende da assinatura da governadora, a republicana Kay Ivey.

A medida não prevê responsabilidade criminal direta para a mulher que abortar. Contudo, o médico que realizar a interrupção da gravidez pode pegar até 99 anos de prisão.

A eleição de Trump despertou setores conservadores nos EUA

Embora não se saiba ao certo o posicionamento da governadora, a expectativa entre republicanos é de aprovação. De acordo com o The New York Times, a porta-voz do governo, Lori Davis Jhons, disse por e-mail que “ela [governadora] não se pronunciará até ter a chance de analisar a versão final do projeto aprovado”.

– PEC 29: a cada dois dias uma mulher morre vítima de abortos inseguros

– Coreia do sul acaba com proibição do aborto após alteração da lei

– ‘Se homem engravidasse, aborto teria sido resolvido há tempos’, diz ministro do STF

A intifada contra o aborto se intensificou desde a eleição de Donald Trump. O presidente despertou setores conservadores da sociedade norte-americana e está de olho na derrubada de lei que permite, na maioria dos estados, a interrupção da gestação até a 20ª semana.

No começo de maio, a Geórgia vetou o aborto a partir do momento em que o feto tenha o registro de batimentos cardíacos, por volta da sexta semana de gravidez. Para membros do partido Democrata e ativistas defensores do aborto, a medida do Alabama pode abrir precedente perigoso e colocar a saúde da mulher e da criança em risco.

“Nós queremos abortos seguros e queremos que sejam poucos. Mas o aborto deve ser legal, porque eles existem”, declarou a senadora democrata Linda Coleman-Madison.

O senador republicano Clyde Chambliss, por outro lado, defendeu a medida. “Quando Deus cria o milagre da vida dentro do corpo, não temos como seres humanos, o direito de aniquilar esta vida”, completou.

Publicidade

Foto: Chicago Tribune/Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Nova lei proíbe desigualdade salarial entre homens e mulheres no estado de NY