Diversidade

O relato deste filho e neto de pastores que se assumiu gay é emocionante

por: Redação Hypeness

Jhonat Machado publicou um relato emocionante e que diz muito sobre o preconceito que cerca inúmeros setores sociais. Filho e neto de pastores, ele revela que foi criado dentro de um ambiente cristão e acabou sofrendo muito por não aceitar sua orientação sexual.

– Nanda Costa e Lan Lanh na capa da Marie Claire porque o amor é livre

– Ódio à Natura foi vencido por enxurrada de amor e até apoio de concorrentes

“Sofri demais por ser gay e não me aceitar, viajava para pregar a palavra de Deus. Deus me usava para curar as pessoas no nome dele, entrei em favelas para falar do amor de CRISTO e vidas eram salvas e libertas. Porém, tinha dias que eu me perguntava aonde estava Deus? Pois eu queria uma libertação de algo que não existia (LIBERTAÇÃO GAY)”.

O rapaz traça uma linha do tempo sobre o duro processo de compreensão da própria orientação sexual. Nada fácil, especialmente em um país como o Brasil, o que mais assassina homossexuais no mundo. Em 2017, 455 pessoas foram mortas vítimas de homofobia. Os números são da ONG Transgender Europe.

34 mil curtidas e outros 9 mil compartilhamentos em nome do amor

“Em muitos prantos e rios de lágrimas conversava com o Senhor pedindo uma cura, porque achava que por ser gay era doente (e eu não era) e nessa noite chorei demais. Lembro-me como se fosse hoje, coloquei o travesseiro na boca e gritava muito, pois era muito forte a opressão que eu vivia”.

Nos últimos tempos, a tal cura gay ganhou páginas de jornais e caiu na boca de políticos como o deputado federal Marco Feliciano. O parlamentar do PSC de São Paulo chegou a fazer campanha prevendo a suposta existência de ex-gays.

– Diego Hypolito faz lindo desabafo: ‘Nunca mais vou deixar de viver o que sou. Sou gay’

– ‘Brasil não pode ser país do mundo gay. Temos famílias’, diz Jair Bolsonaro

Feliciano chegou a dizer, em requerimento, que existe “desconfiança e discriminação generalizadas contra os ex-LGBTs”.

Machado não comprou o barulho e aos poucos foi percebendo que não há nada de errado em expressar sua sexualidade. Pelo contrário.

“Tive um sonho que um anjo voava para mim e no sonho o anjo dizia, ‘levei sua oração até a Deus e ele te mandou uma resposta, posso te entregar?’ Eu disse sim! Então o anjo me disse, olha Deus essa noite ouviu sua oração e mandou eu te entregar uma resposta. Deus disse que ele te ama como você é, você não precisa de cura, você não é doente para querer ser liberto, hoje seu sofrimento acabou, seja livre, viva sua vida, só não abandona a Deus. Na mesma manhã dei as caras e fui viver minha vida (ESSA CORAGEM É PRA POUCOS).”

Ele revela que saiu da igreja, mas não perdeu a fé. Embora tenha recebido ameaças de que poderia contrair AIDS ou câncer, seguiu em frente.

“Hoje tenho muita saúde, não tenho doença nenhuma, nem gripe eu pego. Sou muito feliz, continuo tendo Deus na minha vida, ele cuida de mim em tudo. É Deus quem me veste, é ele que me dá o que comer, é ele que me dá saúde para eu trabalhar. Sou um cara abençoado, tenho muita saúde, tenho meu trabalho, tenho minha casa, tenho minha família. Acima de tudo, tenho Deus ❤️ Deus Deus & Deus (Nada me separa desse amor, nada vai tirar Jesus de mim, todo sofrimento acabou, caminhando eu vou, com Jesus até o fim. Sei que muito vou me alegrar por ter esse caminho a seguir. Confesso que nada vai tirar esse amor que existe em mim 😍”

Viva o amor livre!

Publicidade

Foto: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Morria de medo’: Youtuber Dora Figueiredo se emociona ao falar de relacionamento abusivo