Diversidade

Repórter Gérson de Souza é afastado da Record após denúncias de assédio sexual

por: Redação Hypeness

Acusado de assédio e denunciado à polícia por duas mulheres, o repórter da Record TV, Gérson de Souza, foi afastado pela direção da casa. Segundo matéria do Notícias da TV, ambas as profissionais relataram a mesma abordagem.

Uma das jornalistas trabalhou com Gérson durante cinco anos no Domingo Espetacular e afirma que a “brincadeira era recorrente”. “As pessoas em volta achavam engraçado, mas era tosco, constrangedor”, acrescenta.

– Repórter da Record é acusado de assediar pelo menos 12 mulheres

– Debate anti-machismo é reforçado com vídeo de Mel B sendo assediada ao vivo

Um Boletim de Ocorrência foi registrado por uma das vítimas em uma delegacia de São Paulo na quinta-feira (23). Ela diz que o repórter teria apertado o braço da mulher, uma editora, e dito: “que gostoso. Sabe por que é gostoso?  É gostoso porque essa parte parece a bunda, lisinha, molinha”.

Afastado pela Record, Gérson nega acusações e cita revanchismo

Pelo menos 12 mulheres procuraram a polícia. Entre elas, ao menos três foram testemunhas de assédios ocorridos com outras pessoas.

“Ele era pegajoso, ficava acariciando, dando beijo de surpresa. Elas ficavam muito incomodadas, tentavam disfarçar, mas dava para perceber pelo olhar que elas queriam que ele parasse”, relata uma das funcionárias que denunciou o repórter.

– MP abre inquérito para investigar Datena por assédio sexual à repórter da Band

Em conversa com a Polícia Civil e o departamento de Recursos Humanos da Record, as vítimas relatam que Gérson de Souza abordava mulheres de 20 e 40 anos e algumas grávidas. A maioria das situações envolvia assédio verbal.

O estopim aconteceu quando uma colega foi beijada sem consentimento. “Ele chegou por trás e me beijou na boca. Ficou mostrando a língua e saiu dizendo que roubado era mais gostoso. Foi nojento”, declarou uma das acusadoras.

Gérson de Souza nega ter cometido assédio e se diz vítima de revanchismo de uma produtora.

“Eu reclamei com a chefia da qualidade das pautas dela, era roteiro que não tinha o nome do entrevistado, que não tinha informações”, disse ele à reportagem. “Estou vendo isso como revanchismo. Tenho certeza de que ela está reagindo a uma observação que fiz sobre a qualidade do serviço dela. Isso é um grande mal-entendido. Não assediei ninguém”.

O repórter está afastado até o dia 10 de junho, quando entra em férias. A Record só deve definir a situação quando terminarem as investigações policiais. 

Publicidade

Foto: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Ela se apresenta no Twitter como ‘acompanhante bissexual aposentada’ e revela seus segredos