Viagem

Skiplagging: a tática dos viajantes experientes para pagar mais barato nas passagens

por: Mari Dutra

Viajantes experientes usam o chamado “skiplagging” para economizar em passagens aéreas. A prática, no entanto, pode gerar processos aos passageiros expertinhos.

Quem explica o funcionamento da ideia é a BBC. Trata-se de uma forma de burlar o sistema de preços das companhias aéreas. Funciona assim: você pesquisa uma passagem para São Paulo, por exemplo, e se depara com um preço muito alto. Digamos que um voo com destino ao Rio de Janeiro e conexão na capital paulista saia mais barato. Basta comprar a última opção e sair de fininho na hora de trocar de aeronave.

Homem sentado no aeroporto observa um avião decolar

“- Adeus voo que eu acabei de perder de propósito”. Foto: JESHOOTS.COM

Com essa prática, o viajante deixa de utilizar o trecho final da passagem, mas pode economizar no trajeto. Porém, é importante voar apenas com bagagem de mão, visto que malas despachadas costumam ser enviadas diretamente ao destino final do voo. O site Skiplagged ajuda a encontrar os preços mais econômicos destes voos “escondidos” e afirma que passageiros podem obter preços até 80% mais baixos.

Recentemente, a prática ganhou as manchetes após a Lufthansa processar um passageiro que não utilizou todos os trechos de seu voo. A empresa solicitou uma indenização no valor de mais de U$ 2.000. Após perder em primeira instância, a companhia aérea afirma que irá recorrer da decisão.

Leia também: Nova plataforma criada no MIT encontra os voos mais baratos do mundo

Publicidade

Crédito sob as imagens


Mari Dutra
Especialista em conteúdos digitais, Mariana vive na Espanha, de onde destila textos sobre turismo, sustentabilidade e outros mistérios da vida. Além de contribuir para o Hypeness desde 2014, também compartilha roteiros e reflexões mundo afora no blog e no Instagram do Quase Nômade.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Taj Mahal e aurora boreal: listamos símbolos da humanidade para serem visitados pela internet