Inspiração

A triste história da cabine telefônica que liga nada a lugar nenhum

por: Gabriela Glette

Em 2011, um forte terremoto de magnitude 8,9 atingiu o Japão, causando um tsunami que matou mais de 20 mil pessoas. Hoje, quase uma década depois, esta cabine telefônica permanece no alto de uma colina, na cidade de Otsuchi, para nos relembrar desta triste história de perda. Construída um ano antes da tragédia, o Wind Phone foi construído pelo residente Itaru Sasaki, para que ele pudesse “conversar” com sua prima que acabara de morrer.

cabine telefônica japão

Intacta por estar em um dos pontos mais altos do país, Sasaki decidiu abrir ao publico o telefone que liga nada a lugar nenhum, permitindo que membros da comunidade lamentassem suas perdas da mesma maneira que ele. Após o desastre natural que abalou o país, estima-se que milhares de pessoas já tenham visitado o lugar, como forma de lidar com a dor da perda.

Aceitar a morte de um ente querido é a melhor maneira de lidar com a falta dele e ele explica: O telefone não está conectado, mas as pessoas sentem que seus entes queridos estão ouvindo do outro lado da linha“. Conversar com uma pessoa que já morreu pode parecer estranho para alguns, mas uma pesquisa mostrou que esta atitude pode ajudar as pessoas a lidar com o luto e aceitar suas perdas trágicas.

Publicidade

Foto: NHK


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Lady Gaga financia projetos de educação em áreas de recentes massacres nos EUA