Diversidade

As seleções brasileira e sul-africana e a trilha sonora do fim do patriarcado no futebol

por: Redação Hypeness


Foi um sucesso. Bares lotados, sorrisos, dança, música e os três gols de Cristiane marcaram o primeiro fim de semana da Copa do Mundo mais importante de todos os tempos. A seleção brasileira estreou com vitória diante da Jamaica. Os 3 a 0 puderam ser vistos em dois canais de TV aberta.  

Histórico e prova viva de que o patriarcado está com os dias contados no futebol. A narração de Galvão Bueno e os comentários de Ana Thaís Matos registraram pico de 21 pontos na Globo.

Três gols? Pede música, Cristiane!

Aliás, esta é a oportunidade da vida de atletas como Andressa Alves, atacante do Barcelona de 26 anos e reparação histórica para Formiga, Marta e Cristiane.

A Copa do Mundo começou a ser disputada em 1991, porém jamais despertou tamanha atenção. Recordes de ingressos vendidos, com entradas para a partida de estreia, semifinal e final esgotados em menos de 48 horas. A FIFA estima audiência de 1 bilhão de pessoas em 135 países.

“Tive uma conversa franca com o professor. Com todos eles. Sobre as insatisfações, detalhes, como diária, premiação, roupa. Coisas que procuraram ajustar agora. Quando você faz um pedido, e a pessoa escuta, te dá uma tranquilidade”, explicou Cristiane ao G1 sobre a luta pelo reconhecimento.


Chama a atenção a alegria das jogadoras. Dá pra ver no rosto até de atletas de países com mais tradição, caso das favoritas Inglaterra, Alemanha e Austrália. O momento é especial e a festa da África do Sul não deixa mentir.

As atletas viralizaram com um vídeo em que entoam cantos da etnia xhosa no desembarque na França. A seleção estreou com derrota de 3 a 1 diante da Espanha e a gente torce pela volta por cima.

É muito, mas muito mais que futebol. Diversidade, representatividade e celebração de uma modalidade esportiva que, finalmente, conquistou sua independência. O futebol feminino reafirma sua relevância. Como cantou o time do Brasil na tradicional batucada no buzão, ‘futebol não é para mulher? Eu vou mostrar para você mané, joga a bola no meu pé’.  Se liga, é Copa do Mundo!

https://www.youtube.com/watch?v=GUqh-phhwUk

Publicidade

Foto: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
A naturalidade de Camila Pitanga ao assumir relacionamento é ganho contra homofobia