Debate

Bolsonaro vai autorizar trabalho em domingos e feriados em caráter permanente

por: Redação Hypeness

Depois de acabar com o horário de verão, Jair Bolsonaro vai autorizar trabalho aos domingos e feriados. Em caráter permanente. Segundo notícia da Folha de São Paulo, a medida pretende regularizar o funcionamento de 78 setores.

– Jair Bolsonaro assina decreto que acaba com horário de verão e divide a internet

– Ratinho teria ganhado R$ 268 mil de Bolsonaro para defender reforma da Previdência

A medida, de acordo com o governo, pretende frear o desemprego

Rogério Marinho, secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, aposta na portaria como combustível para o aumento dos postos de trabalho no Brasil.

“Com mais dias de trabalho das empresas, mais pessoas serão contratadas. Esses trabalhadores terão suas folgas garantidas em outros dias da semana. Respeito à Constituição, à CLT”, escreveu nas redes sociais.

A portaria deve ser publicada na quarta-feira (19) e é aguardada ansiosamente por setores que esperam o sinal verde do governo para operarem aos finais de semana.

A chamada medida provisória da liberdade econômica é relatoria do deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS) e tem o intuito de diminuir barreiras para a criação de empregos.

– País mais ansioso do mundo segundo OMS, Brasil trata distúrbio como tabu

– Onyx e Maia defendem reforma da previdência mas não abrem mão de aposentadoria especial

Entre setores que devem operar aos finais de semana estão o frigorificos (excluindo serviços de escritório), serviços de esgoto (excluindo operações nos escritórios), indústria de vidro e cimento (menos serviços de escritório), indústria de cerveja, petroquímica (excluindo serviços de escritório em ambos os casos).

Precarização: postos de carteira assinada caíram 4 milhões

A secretaria da Previdência e Trabalho possui planos de cortes na casa dos 90% das normas de saúde e segurança do trabalho. Segundo o jornal paulista, Bolsonaro pretende fazer alterações na NR 12, que trata da de medidas de proteção para garantir a integridade física dos trabalhadores e prevenção de acidentes.

Desemprego

A crescente da falta de trabalho no Brasil já dura dois anos e atinge a marca dos 12,5%. Segundo o IBGE, são 13,2 milhões de pessoas sem emprego. O número de desalentados, os que desistiram de procurar emprego, chegou a 4,9 milhões, 4,3%.

Por outro lado, a precarização do trabalho não para de subir. PNAD Contínua do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que o número de brasileiros fazendo bicos ou trabalhando por conta própria cresceu.

Em quatro anos, a quantidade de pessoas com carteira de trabalho assinada caiu quase 4 milhões. De 36.672, em 2014 para 32.775, em 2018.

Publicidade

Fotos: EBC


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
38% das meninas de 4 anos estão insatisfeitas com seus corpos