Arte

Disco ‘perdido’ com músicas inéditas de Miles Davis será lançado em setembro

24 • 06 • 2019 às 16:06
Atualizada em 27 • 06 • 2019 às 11:00
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Um dos mais importantes e mais prolíficos músicos de todo o século 20, o gênio do jazz Miles Davis atravessou um período especialmente produtivo ao longo da década de 1980.

Em 1985, depois de 30 anos na gravadora Columbia, Miles decidiu assinar com a Warner – nesse período de transição, começou a gravar um disco com orientações mais ao soul, mas esse trabalho foi abandonado quando o trompetista começou a se dedicar ao projeto do clássico “Tutu”. Passados mais de 30 anos, finalmente o tal disco abandonado, será lançando.

Intitulado “Rubberband”, o disco começou a ser gravado em 1985 para ser o primeiro do artista em sua nova gravadora, mas depois que foi abandonado acabou se tornando lenda, conhecido desde então como o “disco perdido” de Miles Davis. Um EP incluindo a faixa que dá título ao disco já foi lançado no ano passado, e para ser concluído e lançado na íntegra foram convocados os dois produtores originais, Randy Hall e Zane Giles, assim como o sobrinho de Miles, Vince Wilburn Jr., que já havia tocado nas sessões de gravação à época.

O disco contará com 11 faixas, trazendo o toque de grandes músicos que gravaram o disco entre 1985 e 1986, como os próprios Hall e Giles, além do tecladista Wayne Linsey, os saxofonistas Glenn Burris e Michael Paulo, os baixistas Felton Crews e Cornelius Mims, o percussionista Steve Reid e o baterista Wildburn Jr., entre outros.

Segundo os músicos, Miles estava feliz durante as gravações, e improvisou muito ao longo do disco. 33 anos depois, “Rubberband” finalmente chegará aos nossos ouvidos no dia 6 de setembro, em um lançamento pela gravadora Rhino Records.

Publicidade

© fotos: divulgação


Canais Especiais Hypeness