Futuro

Em 20 anos, 60% carne consumida no mundo não será de origem animal

por: Vitor Paiva

A popularização cada vez maior de carnes feitas a partir de ingredientes de origem vegetal, com a inclusão de hambúrgueres veganos em cardápios de lanchonetes e a inovação cada vez maior na área, sugere um cenário ambiental e de saúde minimamente mais promissor para o futuro próximo: de acordo com um relatório divulgado recentemente, 60% da carne consumida no mundo em 2040 será de origem vegetal ou criada em laboratório. O relatório também listou 27 empresas que vêm trabalhando no desenvolvimento de alimentos desse tipo – um setor que recebeu cerca de 950 milhões de dólares em investimentos no último ano.

Exemplo de hambúrguer de origem vegetal

O relatório foi desenvolvido pela consultoria ATKearney, e sugere que o aumento do número de vegetarianos e veganos no mundo se dá mesmo entre as pessoas menos engajadas, por conta da preocupação com a própria saúde, o impacto ambiental da agropecuária e o bem-estar e os maus-tratos aos animais. Desse número sugerido, 35% das carnes alternativas serão, de acordo com o relatório, cultivadas em laboratório, e 25% a partir das outras formas restantes – o primeiro tipo é produzido a partir de células tronco, enquanto o segundo a partir de proteínas vegetais.

Exemplos de carnes desenvolvidas em laboratório

De acordo com a ONU, o impacto da agropecuária ao meio-ambiente é gigantesco: além do desmatamento para dar espaço à produção, 18% da emissão de gases do efeito estufa tem origem nos animais. A indústria da carne movimenta cerca de 1 trilhão de dólares por ano, o que sugere que essa não será uma mudança fácil – mas trata-se de uma mudança, afinal, emergencial, que não perderá o sabor e ganhará um planeta em troca.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Por que você pode – e deve – lutar pela descriminalização ao lado da Marcha da Maconha