Debate

Em menos de 6 meses, 239 novos agrotóxicos são liberados pelo governo Bolsonaro

por: Redação Hypeness

Com mais 42 registros de agrotóxicos aprovados pelo Ministério da Agricultura, o Brasil atinge a marca de 239 pesticidas em apenas seis meses. Os novos exemplares são de fabricantes como o Dow Agrosciences, a Bayer e a Syngenta

– Atualizando o absurdo: Governo Bolsonaro amplia recorde nefasto e libera 169 agrotóxicos

– Bicarbonato de sódio pode te salvar de agrotóxicos? Especialistas analisam estudo dos EUA

Parceria entre Bolsonaro e Tereza Cristina ameaça sua saúde

O sinal verde consta no Diário Oficial da União desde segunda-feira (24). De acordo com a pasta, os exemplares possuem um ingrediente ativo novo – o produto técnico. O resto conta com substâncias não menos nocivas, mas já disponíveis no mercado brasileiro. 

Por exemplo, a Dow desenvolveu um produto técnico à base de Florpirauxifen-benzil, que ainda depende de aprovação para chegar ao mercado agricultor. Da lista completa, 29 agrotóxicos levam princípios ativos já presentes no Brasil. 

A entrada de pesticidas no país é alvo recorrente de protestos de ambientalistas. Eles citam, entre outras coisas, a presença de itens banidos pela União Europeia e definidos como “muito perigosos para o meio ambiente”.

“Não há produtos novos ou que nunca tinham sido liberados antes, com exceção de um, mas há muitas combinações novas, que podem ter efeitos diferentes e que ainda não foram estudadas. A patente é quebrada e outras indústrias passam a produzir”, explica ao jornal O Globo Marina Lacôrte, engenheira agrônoma e porta-voz do Greenpeace. 

Governo se escora na ‘desburocratização’ para justificar aprovações

– Mais de 1 veneno por dia: Governo Bolsonaro libera 166 agrotóxicos em 4 meses

A nova leva liberada pela gestão de Jair Bolsonaro e Tereza Cristina, ministra da Agricultura, possui 14 produtos extremamente tóxicos à saúde humana, 4 altamente tóxicos, 16 medianamente tóxicos e 8 pouco tóxicos. 

Em sua defesa, o Ministério da Agricultura cita ‘desburocratização’ como justificativa para o nível recorde de aprovações. “Nos próximos meses, mais seis ingredientes ativos hoje comercializados por apenas uma empresa também devem ter genéricos registrados”, complementou.

Publicidade

Fotos: EBC


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Uruguai aprova fim de privilégios e confirma cortes em aposentadorias de militares