Ciência

Estudo diz que qualidade de sono pode definir sua personalidade

por: Gabriela Glette

A qualidade do sono interfere não apenas à questões ligadas com problemas cardiovasculares e imunológicos, como na nossa própria personalidade. É o que diz um estudo da Sciente Direct. Segundo ele, alguns traços de personalidade parecem estar mais presentes entre pessoas que vivem por mais tempo – e, outros traços, entre aqueles que têm vidas mais curtas.

sono e personalidade 1

Coletando informações sobre sono, personalidade e estado de saúde de 4 mil pessoas, que responderam a vários questionários entre 1994 e 2006, a pesquisa fez uma associação entre a qualidade do sono e os traços de personalidade conhecidos na psicologia como Big Five. São eles: neuroticismo (ou instabilidade emocional), extroversão, sociabilidade, escrupulosidade (que mede a autodisciplina) e abertura para novas experiências.

sono e personalidade 2

O dado mais preocupante é que, pessoas que dormem pouco (menos de 6 horas por noite) ou demais (mais de 8 horas), tinham uma probabilidade maior de ter falecido desde a coleta das informações. Já o neuroticismo, foi associado com um sono de baixa qualidade. Pessoas com baixa autodisciplina também tendem a dormir mal, já que têm dificuldades em estabelecer uma rotina.

sono e personalidade 3

Por outro lado, pessoas com um traço neurótico forte – ou seja, muito instáveis emocionalmente – dormiam demais ou muito pouco. O estudo ainda precisará ser feito com um maior número de pessoas, mas caso seja considerado válido, poderá revolucionar os tratamentos para distúrbios do sono.

Publicidade

Fotos: Unsplash


Gabriela Glette
Uma jornalista e produtora de conteúdo que mora na França. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias. Gabriela também é fundadora do site Quokka Mag, onde fala apenas sobre coisas boas!


X
Próxima notícia Hypeness:
Reino Unido e Turquia iniciam vacinação contra covid-19 semana que vem. Qual o plano do Brasil?