Debate

Medusa foi vítima de violência sexual e a história a transformou em monstro

Redação Hypeness - 05/06/2019 | Atualizada em - 13/10/2021

Uma das mais reconhecíveis e emblemáticas personagens da mitologia grega, “musa” de uma das maiores obras do pintor Caravaggio, Medusa e seus cabelos de cobra transformavam em pedra qualquer um que olhasse diretamente em sua direção.

Como toda história mitológica da época, não existe um autor específico por trás da lenda da Medusa, mas sim versões de diversos poetas. A mais conhecida história desse monstro ctônico do sexo feminino diz que ela teria tentando competir com a beleza da deusa Atena, que a transformou em um górgona, um tipo de monstro. O poeta romano Ovídio, porém, conta outra versão da história da Medusa – e nela a história de como uma bela donzela com cabelos cacheados que se transformou em um monstro é também o relato assombroso de um estupro.

Luz ultravioleta revela cores originais de estátuas gregas: bem diferente do que imaginávamos

A história de Medusa

De acordo com a versão de Ovídio, Medusa era uma das irmãs sacerdotisas do templo de Atenas – a única mortal entre as três, conhecidas como Górgonas. Dona de uma beleza impressionante, especialmente por seu cabelo, ela tinha de se manter casta por ser sacerdotisa. A tragédia entrou em seu destino quando Poseidon, deus dos oceanos, passou a desejar Medusa – e, diante da recusa, a estuprou dentro do templo.

Atena, furiosa pelo fim da castidade de sua sacerdotisa, transformou o cabelo de Medusa em serpentes, e lhe rogou a maldição de transformar pessoas em pedra. Depois, ela ainda foi decapitada por Perseu, estando “grávida” do gigante Crisaor e do cavalo alado Pégaso – considerados filhos de Poseidon, que brotaram do sangue que jorrou de seu pescoço.

Medusa de Caravaggio

A cultura do estupro no mito da Medusa

Essa nem de longe á a única história de abuso e violência dentro da mitologia grega – que procurava dar conta de todas as sentimentalidades e complexidades humanas, incluindo as mais horríveis – mas, sob a lente da contemporaneidade, Medusa foi punida por ser bonita e ter sido estuprada, enquanto Poseidon seguiu sem qualquer punição. Trata-se do que hoje vemos como culpar a vítima, um traço indelével da cultura do estupro – que, conforme comprova a versão de Ovídio para o mito da Medusa, começou milênios antes de qualquer debate atual.

Caso Mariana Ferrer revela sistema judiciário que reforça cultura do estupro

Estátua de Perseu com a cabeça de Medusa

Publicidade

Foto 1: Alamy Stock Photo/Capitoline Museums

Foto 2: Caravaggio, Testa di Medusa, c 1596/Exposição da Casa Fiat

Foto 3: Marie-Lan Nguyen/Wikimedia Commons


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.