Debate

Neymar nega estupro expondo imagens íntimas da suposta vítima e é investigado

por: Redação Hypeness

Neymar é investigado pela polícia por denúncia de estupro. Segundo reportagem publicada no UOL Esporte durante o fim de semana, uma mulher registrou boletim de ocorrência contra o jogador na 6ª delegacia de defesa da mulher, em Santo Amaro, São Paulo. O atleta nega e se diz vítima de tentativa de extorsão.

De acordo com a mulher, que tem o nome mantido em sigilo pelas investigações, o fato teria acontecido no dia 15 de maio, em um hotel de Paris. Neymar conheceu a moça pelo Instagram e depois de trocar mensagens, enviou passagens para que ela fosse ao seu encontro na capital francesa.

– Djonga recusa show organizado por acusado de estupro coletivo: ‘Melhor perder dinheiro que a dignidade’

Ainda segundo documento obtido pelo UOL, a logística foi acertada por Gallo, um amigo do ex-capitão da seleção brasileira. Ela entrou no hotel Sofitel Paris Arc Du Triomphe em 15 de maio e Neymar teria chegado, bêbado, por volta das 20h.

Neymar nega estupro, mas é investigado por denúncia e exposição da vítima

A denunciante revela que os dois trocaram carícias, mas que o jogador do Paris Saint-Germain adotou um tom agressivo e manteve relações sexuais sem consentimento.

“O BO foi registrado ontem. Maiores informações serão passadas via assessoria de imprensa”, Juliana Bussacos, da 6ª delegacia de Santo Amaro (SP).

Neymar se defende e expõe vítima

A avalanche de informações tomou conta das redes sociais e provocou a manifestação de Neymar. Seguido por 119 milhões de pessoas, o brasileiro reafirmou a inocência e publicou a expôs a vítima ao publicar o teor da conversa no Instagram.

No vídeo visualizado por milhões, Neymar se defendeu e declarou que os acontecimentos no quarto do hotel em Paris foram “totalmente ao contrário do que falam, do que dizem, estou muito chateado neste momento, mas a partir de agora vou expor tudo. Expor toda a conversa que tive com a menina, todos os momentos, que é íntimo, mas é necessário abrir, é necessário expor, para provar que realmente não aconteceu nada de mais”.

Na sequência, Neymar divulgou partes da conversa, revelando inclusive o primeiro nome e fotos íntimas enviadas pela mulher. No diálogo, o jogador sugere que ela embarque para Paris. Os dois deixam claro que pretendiam manter relações sexuais e em um momento o atleta chega a admitir que estava embriagado.

“Logo após esse vídeo, vocês vão ver todas as mensagens, tudo o que aconteceu neste e no outro dia. Porque o que aconteceu em um dia foi uma relação entre homem e mulher, dentro de quatro paredes, algo que acontece com todo casal. E no dia seguinte não aconteceu nada de mais. A gente continuou trocando mensagem, ela me pediu lembrança para o filho, e eu ia levar e, bom, agora fui pego de surpresa por causa disso”, ressaltou.

A polícia esteve no centro de trinamento da seleção, mas não encontrou Neymar

O artigo 218-C do Código Penal considera crime a exposição de fotos íntimas sem o consentimento da vítima. Como fez Neymar. Por isso, a Polícia Civil do Rio de Janeiro vai investigar o jogador pela divulgação do conteúdo da mulher que denunciou o estupro. O vídeo foi tirado do ar pelo próprio Instagram.

Diz o artigo 218-C, é crime “oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio – inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática -, fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha cena de estupro ou de estupro de vulnerável ou que faça apologia ou induza a sua prática, ou, sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia”. A pena prevista é de cinco anos de reclusão.

Membros da Polícia Civil estiveram na manhã de segunda-feira (3)  na Granja Comary, em Teresópolis, onde a seleção brasileira se prepara para a Copa América. Os policiais permaneceram no local por cerca de 20 minutos, mas não encontraram o jogador.

A exposição de fotos íntimas da denunciante suscitou o debate sobre ‘revenge porn’ ou ‘pornô de vingança. O Hypeness falou sobre o assunto aqui e além de crime, o hábito é motivo de preocupação de especialistas da área de saúde.

O pornô de vingança é responsável por 81% dos atendimentos realizados pela ONG SaferNet – referência no combate à violação de direitos humanos. Na maioria das situações são vítimas de seus ex-companheiros que para se vingarem de alguma coisa – geralmente o fim do relacionamento, acabam espalhando na internet fotos íntimas, servindo como forma de ameaça ou chantagem.

Neymar pai cita armadilha

O primeiro a se manifestar sobre o assunto foi o pai de Neymar, que conversou com José Luiz Datena no sábado. Aliás, o apresentador da Band descumpriu orientação das investigações e revelou o nome da suposta vítima.

“Vamos trabalhar com a verdade. Vamos expor a situação para que a opinião pública possa enxergar onde mulheres e homens falando sobre machismo e um monte de coisa. Não toleramos isso. São momentos difíceis. Se a opinião pública não estiver esclarecida, não mostrar a verdade rapidamente, isso vai virar uma bola de neve. As conversas dessa moça com ele…mostrar que foi uma armadilha criada, a gente vai expor”, encerrou.

O pai, que também é empresário do atleta, afirma que o filho é vítima de uma armadilha.

Em entrevista à Band  na manhã de segunda-feira (3), Neymar pai voltou a tratar do assunto, desta vez sobre a postagem do vídeo feita pelo filho.

“Não tínhamos escolha. Eu prefiro um crime de internet a de estupro. Foi o Instagram que tirou. Pelas regras do Instagram estava normal. Ele preservou a imagem, o nome. Ele precisava se defender rapidamente. É melhor ser verdadeiro e mostrar o que aconteceu. Sabíamos da chantagem, mas não da coragem de fazer um B.O. em cima de uma situação dessas”, encerrou.

A autora da denúncia passou por exame de corpo de delito na sexta-feira (31), 15 dias depois do encontro e a polícia paulista espera o resultado do exame, que será adicionado aos registros de conversas entre os dois. Testemunhas e o próprio jogador, que se diz inocente, devem ser ouvidos.

Robinho e Cristiano Ronaldo 

Este não é o primeiro caso de estupro envolvendo grandes nomes do esporte. Robinho, com passagens pelo Santos, Milan e Manchester City, foi condenado pela Justiça italiana a 9 anos de prisão pelo crime de violação sexual.

A sentença contra o jogador pela prática de estupro coletivo veio da nona seção da corte de Milão. O episódio se deu em 22 de janeiro de 2013 contra uma jovem albanesa, em uma casa noturna de Milão. O abuso foi cometido junto com outros cinco brasileiros.

– ‘Ela disse não’: Cristiano Ronaldo admitiu que vítima negou sexo, apontam novos documentos

“Abusaram das condições de inferioridade psíquica e física da vítima, que havia tomado substâncias alcoólicas, com o agravante de terem-lhe dado bebida até que ficasse inconsciente e incapaz de resistir”, diz a corte. 

Atualmente na Turquia, Robinho falou brevemente sobre o assunto em nota no Facebook. “Todas as providências legais já estão sendo tomadas”.

Cristiano Ronaldo é outro acusado de estupro. Kathryn Mayorga conta que a relação sexual sem consentimento ocorreu em 2009, em um hotel de Las Vegas. Ela diz ainda que o jogador e os advogados tentaram modificar a história.

O caso de Cristiano Ronaldo segue em investigação

“O que foi publicado é uma ‘fake news’, eles querem se promover usando meu nome. É normal, eles querem se tornar famosos com o meu nome, é parte do meu trabalho, mas eu sou um homem feliz e está tudo bem”, se pronunciou no Instagram.

– Juíza italiana revela violências de Robinho contra vítima de estupro

O jornal alemão Der Spiegel revela que o português se desculpou com Mayorga. O conteúdo mostra a troca de mensagens e até um questionário criado pelos representantes de Ronaldo.

Um dos advogados escreve que a vítima teria dito “não” e “pare” durante o ato sexual forçado e o outro pede para que Ronaldo traduza a frase “toca-me ao bicho”, que significa “ela pegou no meu pênis”. As perguntas foram elaboradas pela Lavely & Singers, empresa de advogados de Los Angeles.

Publicidade

Fotos: foto 1: Reprodução/foto 2: Lucas Figueiredo/CBF/foto 3: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Izabella Camargo critica saída da Globo: ‘Pior que assalto a mão armada’