Estilo

Representatividade e apropriação cultural: as polêmicas da nova linha das Kardashian

por: Redação Hypeness

Depois de ensinar como disfarçar manchas provocadas por uma doença chamada psoríase, Kim Kardashian apresentou uma linha de cinta modeladora feita inclusive para pessoas com uma perna só e, que preenche vazio da falta de representatividade. 

– Dior X Bihor: quando a melhor resposta à apropriação cultural é o empreendedorismo

Batizado de Kimono os modelos, de acordo com a empresária norte-americana, são pensados para serem usados acompanhados de saia ou vestido com fendas profundas. A atitude inclusiva de Kim agradou. Quer dizer, não dá pra cravar diante da reação negativa na Ásia.  

Kim não se pronunciou

Pegou mal, principalmente entre os japoneses. “O fato de Kim K lançar uma marca com a palavra Kimono me faz ter raiva da cultura Ocidental”, escreveu uma pessoa no Twitter. 

Centenas de tuítes publicados por meio da hashtag #KimOhNo acusam a norte-americana de 38 anos de apropriação cultural. O kimono, como se sabe, é um patrimônio da cultura japonesa. 

– Fraude nas cotas, apropriação e Anitta: um debate sobre o que é ser negro no Brasil

“Nós usamos kimonos para celebrar a saúde, o crescimento de nossas crianças, noivados, casamentos, formaturas, em funerais. É uma peça especial e passada de geração em geração”, disse à BBC  uma mulher japonesa chamada Yuka Ohishi. 

Segundo ela, Kim Kardashian escolheu um nome, sem se preocupar em fazer algo parecido com um kimono. “Ela queria algo com um ‘Kim’. Não há respeito para o que significa em nossa cultura”, criticou Ohishi. 

Kardashian não falou diretamente sobre o assunto, mas contou que criou a marca por “muitas vezes não encontrar uma cor no mesmo tom da minha pele. Precisava de uma solução”. 

“Kimono tem séculos de uma história rica e está profundamento ligado com a tradição e cultura do país”. 

“Minha avó e eu. #NãoÉUmaRoupaÍntima” 

“Querida Kim Kardashian, isso é um kimono. Por favor, respeite nossa cultura”.

Publicidade

Foto: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Reebok cria edição limitada com homenagem ao ‘Toy Story 4’