Debate

Sargento preso com 39 kg de cocaína nos lembra que tráfico não fica só morro

por: Redação Hypeness

Um militar brasileiro de 38 anos foi preso com 39 kg de cocaína na Espanha. A detenção aconteceu durante escala do avião reserva da presidência da República em Sevilha

A aeronave da FAB, modelo Embraer 190, integra a comitiva do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e seguia para Osaka, no Japão, onde Bolsonaro participa de reunião do G-20. O ministério da Defesa confirmou a detenção do militar por tráfico de entorpecentes. O órgão abriu inquérito para investigar o caso.  

– Pesquisadores brasileiros criam remédio capaz de impedir overdose de cocaína

O militar foi encaminhado ao comando da Guarda Civil, em Sevilha. O jornal O Estado de São Paulo afirma que o homem seria um sargento da Aeronáutica e membro da tripulação que assumiria o voo do avião reserva do presidente. Suas iniciais seriam M.S.R., casado e com 38 anos.

Tráfico não é exclusividade de comunidades carentes

O que chama atenção no caso é como ele é tratado de forma completamente distinta dos demais casos que envolvem traficantes brasileiros. Pela imprensa, mas também pelo público e pelas redes sociais. Quando os traficantes são oriundos das regiões carentes das grandes cidades brasileiras, o que não falta são imagens, muitas vezes usadas para fixar na cabeça das pessoas preconceitos seculares contra quem nada tem ou justificar o extermínio de jovens negros e periféricos. Até aqui, nenhuma imagem, sem identidade e nada sobre a vida pregressa do sargento e traficante. Não consta que o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, tenha sugerido atirar na cabecinha do militar que viajava no avião da FAB. Por sinal, quem duvida que absolutamente nada restará do caso? Em alguns dias, um caso de tremendo peso para a sociedade brasileira já estará bem longe dos jornais. Podem apostar.

Quem acompanha o Hypeness já sabe que acreditamos que guerra às drogas é fadada ao fracasso e que os países que decidiram avançar na legislação e na regulamentação das substâncias têm alcançado resultados interessantes na segurança e na saúde pública. Isso sem falar na arrecadação enorme de impostos para serem investidos nos serviços públicos e na sociedade.

– Marcha da Maconha: 10 anos de luta pela legalização e pelo fim da guerra às drogas

O militar estava com 37 tijolos de cocaína de 1 kg cada


A pressa em ‘culpar’ o presidente pelo crime

No Twitter, Bolsonaro disse estar acompanhando a situação. “Caso seja comprovado o envolvimento do militar nesse caso, o mesmo será julgado e condenado na forma da lei”.  Nas redes sociais, há uma pressa tremenda em colar o episódio ao presidente. O que, até o momento, não passa de especulação. Não há nenhuma informação do governo espanhol nem de outra fonte que sustente tal teoria.

O flagrante se deu pelo controle alfandegário. Os agentes encontraram 37 tijolos de um quilo cada na mala do militar. Ao El País, fontes declararam que a droga “não estava nem mesmo escondido entre as roupas”. 

– 365 dias depois: o mecanismo que matou e protege mandantes da execução de Marielle Franco

Depois do incidente, segundo revelou o UOL, a rota da viagem de Bolsonaro foi alterada. Ao invés da capital da Andaluzia, ele fará escala em Lisboa. O gabinete da presidência não confirma o motivo da mudança. O brasileiro será acusado de tráfico de drogas, na Espanha, crime contra a saúde pública, de acordo com o Código Penal local.

Publicidade

Foto: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Com multas proporcionais à renda, milionários chegam a pagar U$ 100 mil por excesso de velocidade na Finlândia