Debate

‘Usa aí então, ministro!’: salto alto é necessário no trabalho, diz ministro japonês

por: Gabriela Glette

Publicidade Anuncie

O ministro da Saúde e do Trabalho japonês -Takumi Nemoto, defendeu que os sapatos de salto alto “são necessários e apropriados” no local de trabalho. A declaração foi feita depois da petição #KuToo — ter sido submetida no Ministério do Trabalho japonês na passada terça-feira, da qual pretende contrariar a obrigatoriedade de mulheres usarem saltos altos em ambientes de trabalho.

salto alto japão 1

A petição #KuToo foi criada por um grupo de mulheres que afirma que o governo deve proibir as empresas de exigir que as mulheres usem salto alto. A resposta dele?: “É socialmente aceito como algo que se enquadra no domínio de ser profissionalmente necessário e apropriado”.

salto alto japão 2

O nome da petição remete ao movimento #MeToo, que surgiu no final de 2017 para combater o assédio sexual em várias indústrias, mas também faz analogia ao próprio significado das palavras, já que “kutsu”, que significa sapatos, e “kutsuu”, dor. Lançado pela atriz Yumi Ishikawa, rapidamente o movimento ganhou força.

salto alto japão 3

O uso excessivo de salto alto pode ocasionar problemas de saúde tais como, lesões e deformidades nos pés e tornozelos, joanete, metatarsalgia (dor na região dos dedos e na face plantar), fasceíte plantar (dor no calcanhar), entorse do tornozelo, tendinite e problemas de coluna. Por que será que os homens nunca precisaram usar?

Publicidade

Foto 1: Issei Kato/Reuters

Fotos 2 e 3: Unsplash


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Vaquinha para vendedora de balões arrastada por carro passa os R$ 25 mil