Ciência

Uso de maconha medicinal para tratamento veterinário é aprovado na Califórnia

por: Vitor Paiva

A onda de legalização da maconha em diversos países e estados dos EUA vem cada vez mais confirmando o imenso potencial médico da planta, para o desenvolvimento de novos medicamente e tratamentos contra doenças diversas. O impacto de tais pesquisas é tamanho que, pelo visto, é capaz de superar até mesmo o espectro humano, e trazer benefícios para outros animais. Parlamentares da Califórnia, nos EUA, votaram uma lei que regulamenta algo que diversos veterinários em solo estadunidense não só já sabiam como vinham praticando: o uso de medicamentos à base de maconha para animais de estimação.

Apesar de ser, de acordo com jornais do país, já uma prática comum na comunidade veterinária dos EUA, não havia ainda nenhuma legislação específica para o uso de maconha como tratamento para os pets. De acordo com a nova lei, os donos dos animais devem ter mais de 18 anos e possuir uma prescrição de um veterinário para poder adquirir e utilizar a substância. Aprovada pelos parlamentares, a lei agora segue para a Assembleia do estado da Califórnia.

Políticos do estado de Nova Iorque também se mostraram interessados em realizar legislação semelhante. A aprovação da lei não só impedirá eventuais punições contra veterinários, como também irá ampliar as possiblidades de pesquisa e conhecimento a respeito do tema, tornando assim a prática mais segura e os medicamentos mais eficazes contra males como artrite, ansiedade e convulsões – doenças essas cuja o funcionamento do uso da cannabis em seres humanos vem sendo cada vez mais comprovado.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
50º aniversário do homem na lua tem eclipse parcial que pode ser visto no Brasil