Diversidade

‘Agora acreditam em mim’, diz garota estuprada por PMs sobre vídeo

02 • 07 • 2019 às 14:15
Atualizada em 02 • 07 • 2019 às 14:19
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Uma jovem de 19 anos acusa dois policiais militares de estupro. O episódio aconteceu em uma viatura na Praia Grande, no litoral de São Paulo. A garota diz que o crime se deu após dois militares oferecerem carona até o Terminal Rodoviário Tude Bastos. 

– De carro e bicicleta: Polícia investiga autor de ataques com ácido no Sul

Em conversa com G1, ela revela que muitos duvidaram de sua versão e só acreditaram com a divulgação de um vídeo que contradiz o depoimento dos PMs, que seguem presos no Presídio Romão Gomes. 

As imagens das câmeras de seguranças mostram um dos policiais investigados entrando no banco traseiro da viatura, onde estava a vítima. Os PMs, por sua vez, afirmaram que ambos teriam ido no banco da frente. 

O vídeo contradiz a versão dos PMs, que estão presos

“Muitas pessoas duvidaram que eu havia sido vítima de uma violência sexual. Depois do vídeo e de todas as provas, agora a maioria passou a acreditar em mim. Ainda assim, existem pessoas que acham que é mentira, mesmo com todas as provas”, relatou ela. 

– Garota de 13 anos pede ajuda a amigo e pai é preso por estupro

O G1 conversou com Benedito Domingos Mariano, que admitiu que o vídeo vai contra o discurso dos policiais. “Para os policiais civis, eles alegaram que os dois estavam no banco da frente. O vídeo contradiz o depoimento deles. Isto é citado no pedido de prisão preventiva”, salienta o responsável pela Ouvidoria da Polícia paulista. 

As imagens se juntam ao laudo pericial feito pela jovem de 19 anos apontando indícios de violência sexual. “Eu estava vindo de outra cidade e tinha perdido o ponto de descida em São Vicente, onde moro. Então tive que descer em Praia Grande, por isso pedi ajuda”, pontuou. Ela segue, “[os policiais] me deixaram na rodoviária como se nada tivesse acontecido”. 

– MC Carol lança música denunciando violência policial

O caso de estupro está sob investigação da Delegacia da Mulher de Praia Grande e pela Corregedoria da Polícia Militar.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness