Inovação

Até que enfim: Barbie ganha versão astronauta para inspirar as meninas

15 • 07 • 2019 às 20:05
Atualizada em 18 • 07 • 2019 às 12:08
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Jornalista, escritor e músico, Vitor Paiva é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade.

A luta por igualdade entre gêneros e pela representatividade feminina deve acontecer em todas as frentes profissionais – mesmo quando tal trabalho se dá na imaginação infantil. É em nome desse espírito que a gigante dos brinquedos Mattel criou o projeto Dream Gap – e lançou a boneca Barbie em uma temática até então inédita: em parceria com a Agência Espacial Europeia, a marca lançou a primeira Barbie astronauta.

A própria história da modelo da vida real na qual a boneca foi baseada ilustra a necessidade de maior representatividade feminina na área: a Barbie astronauta foi criada à semelhança da italiana Samantha Cristoforetti, única astronauta mulher atualmente trabalhando na Europa.

A nova Barbie é parte de um importante comprometimento da Mattel, que visa produzir bonecas baseadas em pelo menos 10 mulheres da vida real, que sirvam de modelo inspirador para crianças e jovens investirem em carreiras profissionais cuja a incidência de mulheres é baixa.

Atualmente, somente 15% dos astronautas em atividade são mulheres. Na história, 59 mulheres voaram ao espaço – e nenhuma delas chegou a pisar na lua. Que o lançamento da primeira Barbie astronauta, justo no período de celebração dos 50 anos da missão Apollo 11 e da chegada da humanidade à lua, sirvam de inspiração para muitos novos feitos espaciais, a serem realizados por mulheres.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness