Diversidade

Brasileiro é condenado à prisão perpétua no Reino Unido por matar a ex

por: Redação Hypeness

Ricardo Godinho, de 41 anos, foi condenado à prisão perpétua no Reino Unido. O brasileiro radicado no interior da Inglaterra matou a ex-companheira a facadas. 

– ‘Morria de medo’: Youtuber Dora Figueiredo se emociona ao falar de relacionamento abusivo

– ‘Rabo de saia’ e ‘rachada: assim se define a mulher nos dicionários

Ricardo ficará pelo menos 27 anos preso no Reino Unido

O crime aconteceu em plena luz do dia e segundo a BBC, Aliny Mendes foi assassinada na frente da filha de três anos do casal. Ricardo esperou a ex-esposa, que tinha ido buscar os outros filhos na escola, descer o ônibus e atacou. O homicídio aconteceu em Ewell – 30 km ao sudoeste de Londres, em 8 de fevereiro. 

A polícia britânica não tem dúvidas, Ricardo saiu determinado em tirar a vida de Aliny. O brasileiro admitiu o assassinato, mas se disse acometido por um surto.  

Versão contestada por Claire Gallagher, promotora responsável pelo caso. “[Ricardo] tinha intenção de matar a esposa, apesar das alegações de que tinha perdido o controle depois de uma briga”, encerrou. 

A sentença de prisão perpétua foi oficializada na quinta-feira 18. O parecer pode ser revisto após 27 anos.

“Ele tinha uma faca grande com ele, que era grande demais para ser deixada no bolso, como alegou. Isso mostrou claramente que ele tinha planejado o assassinato”, completou a promotora. 

Ricardo matou a ex-esposa na frente da filha

– Misoginia: jovem torturou ex, raspou sua cabeça e obrigou a comer fezes de animais

Em nota, a família de Aliny Mendes lamentou a lacuna deixada e sentiu pelos três filhos. 

“O impacto que a morte de Aliny deixou em seus filhos é quase impossível de colocar em palavras”, disse a família. “Somos gratos por todos os esforços do sistema de justiça criminal, mas nenhuma sentença jamais substituirá ou trará de volta nossa bela Aliny ”.

Feminicídio na Inglaterra 

O feminicídio protagonizado por Ricardo Godinho reflete aumento de violência contra a mulher no Reino Unido. O The Guardian mostrou que 900 mulheres foram mortas por homens nos últimos seis anos na Inglaterra e País de Gales. 

Ex-companheiros são responsáveis por 64% das 936 assassinados entre 2009 e 2015.

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Filho de candidato à presidência da Argentina é drag queen e cosplayer conhecido na cena portenha