Debate

Chacina em prisão no Pará é a maior desde o Carandiru

por: Redação Hypeness

São 57 mortos, 16 deles decapitados, na maior chacina em uma prisão desde o massacre do Carandiru, quando 111 pessoas foram assassinadas por homens da Polícia Militar de São Paulo. 

– Autor de livro sobre PCC diz que facção funciona como ‘maçonaria do crime’: ‘Não há um dono’

O Centro de Recuperação Regional de Altamira, no Pará, virou palco de guerra. Cinco horas de rebelião, na verdade confronto entre facções criminosas, como mostrou a Ponte.

Este é o quinto massacre com grande número de mortos registrado no Brasil desde o início do ano. Em Manaus, 55 homens morreram. 

Pra variar, o presídio está acima da capacidade

O confronto entre internos em Altamira (PA) teve episódios de violência extrema, como a decapitação de 16 pessoas. 

– Como são as celas de cadeia em diferentes países do mundo

Ainda segundo a Ponte, a briga é protagonizada pelo Comando Classe A, chamado de CCA e aliado ao PCC (Primeiro Comando da Capital) no Pará. As vítimas faziam parte do Comando Vermelho (CV), facção do Rio de Janeiro em disputa de território na região. 

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) afirma que a invasão teve início às 7h, em um anexo do presídio. As celas foram trancadas e os internos morreram asfixiados por causa do fogo. O motim teve fim apenas ao meio-dia. Agentes penitenciários permaneceram reféns, mas liberados depois de uma hora. 

Ao menos 46 detentos acabaram transferidos e 16 líderes enviados para presídios federais. O ministro da Justiça, Sergio Moro, convocou reunião de emergência para apurar os acontecimentos no presídio paraense.

– ‘O único lugar lugar onde mulheres têm liberdade sexual é na cadeia’, diz Drauzio Varella

Em vídeo postado nas redes sociais o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), criticou o sistema carcerário brasileiro. 

“Gostaria de lamentar este episódio horroroso ocorrido no presídio em Altamira na manhã de hoje. Vamos prosseguir para resgatar a nossa estrutura carcerária, que lamentavelmente se encontra em situação precária. Queremos garantir que a população paraense tenha paz”

Lembrando que o Centro de Recuperação Regional de Altamira tem capacidade máxima de 163 internos, mas abriga 343. 

Diante do cenário de crise do sistema penitenciário brasileiro, o presidente Jair Bolsonaro foi econômico, “pergunta para as vítimas dos que morreram lá o que que eles acham. Depois que eles responderem, eu respondo vocês”, declarou aos jornalistas na porta do Palácio da Alvorada, em Brasília. 

Publicidade

Foto: Lilo Clareto/Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Izabella Camargo critica saída da Globo: ‘Pior que assalto a mão armada’