Diversidade

Damares diz que mulheres são estupradas por não usarem calcinha

por: Redação Hypeness

Damares Alves associou o abuso sexual de meninas com a falta de calcinhas. A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos disse que uma fábrica de roupas íntimas poderia diminuir a incidência de estupro na Ilha de Marajó, no Pará. 

– Para ministra Damares, Frozen é lésbica: ‘Vive sozinha em seu castelo de gelo’

– 6 frases da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos que poderiam estar em ‘Handmaid’s Tale’

A declaração controversa foi dada durante evento no Palácio do Planalto.

“Especialistas chegaram a falar para nós que as meninas lá são exploradas porque elas não têm calcinhas, elas não usam calcinha porque são pobres”, dissertou a ministra sobre o crescimento dos registros de estupro na região. 

Damares Alves apresentava o programa ‘Abrace Marajó’, que pretende diminuir a exploração sexual contra crianças, adolescentes e mulheres. Empolgada, ela deu detalhes sobre uma campanha de doação de calcinhas, “conseguimos um monte” e até a instalação de uma fábrica de roupas íntimas no arquipélago paraense. 

– Sem diploma, ministra Damares diz que seu mestrado é ‘bíblico’

“Nós temos que levar uma fábrica de calcinha para a Ilha do Marajó. Gerar emprego lá e a calcinha sair baratinho para as meninas lá”. 

Ela destacou conversas com empresários do setor. “Se alguém tiver aí uma fábrica de calcinhas e quiser colaborar com a gente, venha”. 

Publicidade

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Movimento de mulheres desafia padrões ao normalizar acne e imperfeições na pele