Arte

Diretor confirma: O clássico anime apocalíptico ‘Akira’ vai ganhar continuação

por: Vitor Paiva

Marco na história dos animes japoneses, quando a animação “Akira” foi lançado, em 1988, ganhou verdadeiro culto internacional. Hoje reconhecido como um ponto fundador, espécie de pontapé inicial para o sucesso internacional dos animes, Akira é um dos mais importantes filmes em desenho animado de todos os tempos. Curiosamente o futuro pós-apocaliptico e cyberpunk no qual ele se situa é passado em um hipotético, distópico (e então distante) ano de 2019 – e é justo nesse ano de fato que o diretor do filme e criador do mangá no qual “Akira” foi baseado anunciou, na semana passada, sua tão aguardada sequência.

O diretor Katsuhiro Otomo aproveitou a Anime Expo, em Los Angeles, para anunciar, na semana passada, a produção da continuação de Akira. A nova série animada será produzida pelo estúdio Bandai Namco’s Sunrise, e não há ainda maiores detalhes sobre o enredo da animação ou sobre as datas de produção e lançamento.

Como o anime original foi lançado antes de Otomo terminar a história em mangá – que só se encerrou em 1990 -, estima-se que a nova série seja uma adaptação da história original.

Acima, o diretor e autor Katsuhiro Otomo

Enquanto não segue com a sequência de sua mais celebrada animação, Otomo também confirmou que o Akira original será remasterizado e lançado em 4k nos cinemas japoneses em 2020.

O diretor também aproveitou o evento para anunciar que está escrevendo e irá dirigir sua terceira animação, “Orbital Era”, uma aventura passada em um futuro próximo, ambientada em uma colônia especial em construção.

Publicidade

© fotos/artes: divulgação/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Unesco disponibiliza gratuitamente 92 filmes sobre a cultura indígena