Ciência

Homem morre antes de se tornar primeiro negro a pisar no espaço

por: Redação Hypeness

Era para ser a primeira viagem ao espaço de um homem negro, mas Mandla Maseko faleceu no último sábado. O ‘afronauta’, como ficou conhecido, perdeu a vida em um acidente de moto no sábado (6). 

– Nasa confirma que primeira mulher será enviada à lua em 2024

Maseko, de 30 anos, quebraria tradição racista de dar espaço apenas aos homens e mulheres brancas, inclusive os vindos do continente africano. O sul-africano venceu a corrida entre pessoas de 75 países. O jovem faria parte de comitiva com outros 23, que passariam por treinamento espacial antes da viagem. 

“Ele costumava dizer que o céu não era mais o limite”

“Eu quero ser capaz de flutuar e ver do lado de fora da janela essa gigante, redonda e azul e branca bola que chamamos de planeta Terra”, declarou ele em 2014. O rapaz aliás, se envolveria em voo de 103 quilômetros na nave Lynx Mark II. 

– Quem é a brasileira de 16 anos que foi para a academia de voo da NASA

– 25 anos depois de Mandela, África do Sul aposta no turismo e diversidade para crescer

“Ele é maior que a vida em si. Estamos todos tristes com o ocorrido. Muitas pessoas descobriram [sobre o acidente] esta manhã. É difícil e trágico”, declarou ao News24 Sthembile Shabangu, empresária e amiga pessoal. 

Shabangu destacou o poder de inspirar do ‘afronauta’, que mesmo não tendo chegado a pisar no espaço, disseminou mensagens de esperança para todo o continente africano. 

“Ele sempre teve certeza que ir para o espaço seria importante para inspirar crianças e jovens africanos. Que eles poderiam fazer de tudo. Ele costumava dizer que o céu não era mais o limite”, ressaltou. 

– Equipe da Federal Fluminense é finalista em competição aeroespacial da NASA

Em 2016, Mandla Maseko foi honrado com pelo Departamento de Educação de Gauteng – província da África do Sul que abrange Joanesburgo e Pretória. Ele dá nome para um prédio de ciências na Curtis Nkondo School. 

O sul-africano teve ainda a chance de treinar na Kennedy Space Academy, na Flórida, onde conheceu o famoso astronauta norte-americano Buzz Aldrin, segundo homem a pisar na Lua na missão Apollo 11, em julho de 1969.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Tirar um cochilo no meio do dia reduz o risco de problemas cardíacos, aponta estudo