Ciência

Irlanda dá sinal verde e também inicia a legalização da maconha medicinal

por: Vitor Paiva

Não é exagero dizer que o mundo está revendo suas leis proibitivas contra a maconha, não só pela inócua e gravemente custosa guerra ao tráfico como pelo imenso potencial de cura que o uso da planta pode oferecer. O mais novo membro do clube dos países que legalizaram a maconha ao menos em uso medicinal é a Irlanda: na última quarta-feira o ministro da saúde irlandês, Simon Harris, assinou uma lei que estabelece um programa de cinco anos de estabelecimento do uso médico da maconha para que, em 2024, avaliadas as necessidades e ajustes, a legislação passe por uma revisão.

Intitulado “Medical Cannabis Access Programme” (Programa de acesso à maconha medicinal, em tradução livre), a nova legislação mantém proibido o uso recreativo da maconha, mas segue em acordo com a recomendação dada pela União Europeia em fevereiro, encorajando os países membros do bloco a afrouxarem as restrições ao uso medicinal da planta. Na mesma quarta-feira a Suíça anunciou que em breve irá também facilitar o acesso pelos pacientes às prescrições que permitem o uso da planta e seus derivados em tratamentos.

Simon Harris, ministro da saúde irlandês

O programa irlandês permite o tratamento com a maconha em casos diversos, contanto que o paciente em questão não respondido bem a tratamentos convencionais previamente. A nova lei não surgiu, no entanto, sem oposição: um grupo de médicos do país assinou uma carta de preocupação com o caminho tomado, afirmando que a decisão será ruim para o país, “especialmente para a saúde física e mental” dos jovens da Irlanda. Segundo o ministro, o propósito do programa é oferecer alternativas onde os tratamentos já não funcionaram, lembrando que o uso terá sempre de ser acompanhado por uma decisão médica.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Stonehenge tinha acústica tão boa quanto a de um cinema, apontam cientistas