Debate

Jogar drogas pela descarga está deixando os jacarés viciados nos EUA, afirma polícia

Vitor Paiva - 17/07/2019 | Atualizada em - 18/07/2019

A cena é um clássico quase cômico do cinema: diante de uma batida policial à porta ou já dentro de uma casa, usuários despejam drogas e utensílios pela descarga, a fim de se livrarem dos flagrantes. Na vida real, porém, essa cena pode ter consequências inesperadas e bastante indesejáveis – com vítimas absolutamente inocentes. Segundo a polícia da cidade de Loretto, no estado do Tennessee, nos EUA, não são sequer seres humanos os mais afetados pelo ato de despejar a droga privada abaixo – mas sim alguns animais, em especial os jacarés.

Patos, gansos e principalmente jacarés possuem o hábito, na região, de beber água das estações de tratamento locais. De acordo com os policiais, a água “contaminada” por drogas como o metanfetamina podem não só entorpecer os animais como envenená-los. A denúncia aconteceu depois que agentes invadiram uma casa de suspeitos e viram as pessoas justamente jogando as drogas pelo vaso sanitário. Os policiais impediram o ato a tempo, e agora pede que quem quiser se livrar de drogas, incluindo medicamentos, deve procurar uma delegacia.

As drogas e ferramentas apreendidas pela polícia de Loretto

Apesar da justa preocupação e indicação dos policiais, o apontamento traz controvérsias. Há a evidente ingenuidade sobre o pedido de contatar a polícia para se livrar de drogas cuja a posse justamente incide em crime. Do ponto de vista prático e científico, a veracidade da preocupação dos policiais foi questionada pelo biólogo Kent Vliet, especialista em jacarés da Universidade da Flórida. “Não sei se é preciso uma grande ou pequena quantidade de drogas para que um jacaré aja de certa maneira. Acho que essa é uma noção ridícula. Se você joga a metanfetamina pelo vaso sanitário, a droga vai ser diluída”, afirmou o especialista.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é mestre e doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Publica artigos, ensaios e reportagens, é autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Mulher descobre por reflexo traição de namorado que jurava estar assistindo as Olimpíadas