Debate

Paola Carosella é alvo de xenofobia após criticar liberação de agrotóxicos

por: Redação Hypeness

Paola Carosella foi atacada com comentários xenófobos no Twitter depois de criticar novas liberações de agrotóxicos autorizada pelo governo Bolsonaro. 

“Matemos as abelhas. Matemos a todos. Matemos. Melhor acabar com tudo. Desmatemos tudo. Que mato que nada ! Que merda é essa da biodiversidade!! Queremos SOJA!!!”, escreveu a chef argentina radicada no Brasil. 

A chef foi chamada de ‘petralha’ por criticar liberação recorde de veneno

Foi bastante para a jurada do ‘MasterChef’ ouvir acusações de ‘petralha’ e outras manifestações fora do tom. “Se tá ruim aqui, volta pra sua terra, Paola”, escreveu um usuário identificado como Leandro. 

Carosella respondeu, “não tem mais sua terra – ou você acha que meio ambiente respeita fronteiras?”. 

– Bicarbonato de sódio pode te salvar de agrotóxicos? Especialistas analisam estudo dos EUA

Paola elevou o tom para usuário que acusou a cozinheira de defender determinada corrente política ao criticar os agrotóxicos. 

“Não imbecil. Não sou petralha. Apenas tenho conhecimentos mais amplos dos que os teus. Vai coçar seu ovo esquerdo se é que você encontra ele”

Mais veneno

O governo federal bateu todos os recordes ao liberar mais de 230 novos agrotóxicos em apenas seis meses de gestão. Os novos exemplares são de fabricantes como o Dow Agrosciences, a Bayer e a Syngenta e fazem parte de pacote de 42 produtos.

– Em menos de 6 meses, 239 novos agrotóxicos são liberados pelo governo Bolsonaro

 A entrada de pesticidas no país é alvo recorrente de protestos de ambientalistas. Eles citam, entre outras coisas, a presença de itens banidos pela União Europeia e definidos como “muito perigosos para o meio ambiente”.

“Não há produtos novos ou que nunca tinham sido liberados antes, com exceção de um, mas há muitas combinações novas, que podem ter efeitos diferentes e que ainda não foram estudadas. A patente é quebrada e outras indústrias passam a produzir”, explica ao jornal O Globo Marina Lacôrte, engenheira agrônoma e porta-voz do Greenpeace.

 

 

 

Publicidade

Foto: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Enquanto Anvisa não se decide, o mercado bilionário do Cannabusiness se organiza