Ciência

Vacina contra HIV passará por novos testes em humanos

por: Vitor Paiva

A gigante farmacêutica Johnson & Johnson anunciou um estudo da empresa Janssen Vaccines & Prevention B.V. realizará novos testes de sua versão de uma vacina contra o HIV na terceira e última etapa do método científico: experimentando com humanos. Esses experimentos serão feitos com 3,8 mil pessoas em mais de 50 clínicas em 8 países, incluindo o Brasil – o foco dos testes será a participação de homens que fazem sexo com outros homens e pessoas transgênero.

Esse será o segundo estudo realizada pela Janssen para avaliar a eficácia da vacina em pessoas: a primeira bateria de testes foi aplicada em 2,6 mil mulheres de 18 a 35 anos em cinco países africanos, com resultados esperados para 2021. “Estamos empenhados em desenvolver uma vacina amplamente eficaz para reduzir a estimativa de 1,5 milhão de novas infecções por HIV”, afirmou Larry Corey, um dos principais autores de um dos estudos. O segundo estudo terá seus resultados publicados em 2023.

O vírus HIV visto em um microscópio

Nos EUA, pesquisadores também trabalham em uma vacina anti-HIV para macacos, para que no futuro possa também ser utilizada em humanos. Essa vacina estadunidense utilizou uma alteração do vírus da herpes, e o resultado com os símios foi impactante: o risco entre os primatas reduziu mil vezes e, assim, também caiu a taxa de transmissão. 59% dos macacos tiveram a imunodeficiência eliminada, com 12 animais vacinados desenvolvendo resistência ao vírus por três anos.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
O que você precisa saber sobre a descoberta do novo tipo do vírus HIV