Viagem

10 provas de que Miami é a cidade perfeita para os millennials

por: Rafael Oliver

Já está comprovado que os millennials passam bastante tempo planejando suas viagens, como noticiamos aqui recentemente. A geração nascida entre os anos 1980 e 2000 está muito mais bem informada, sabe como curtir a vida a não abre mão de tirar umas férias hora ou outra. São diversos os destinos escolhidos. Mas, recentemente, um deles têm chamado mais atenção: Miami. Sim, Miami…

Você deve estar pensando: “mas o quê tem de novo em Miami?” Bem, há muita coisa na capital da América Latina que pouca gente sabe: Miami tem sim lindas praias, mas também oferece um mar de possibilidades gastronômicas. Miami é sim perfeita para quem gosta de compras, mas não tem preço visitar  dezenas de museus com obras de artistas reconhecidos mundialmente na arte, ciência e tecnologia. O destino tradicionalmente escolhido pelas gerações anteriores esconde diversas atrações para os “jovens”.

E o Hypeness foi até lá a convite da Miami and Beaches, mostrar tudo isso bem de perto.

Participamos de um roteiro que incluiu museus, restaurantes e atrações divertidíssima. Descobrimos um verdadeiro paraíso cultural. Conhecemos a miscigenação da culinária que traz influencia da gastronomia francesa, chinesa, italiana, tailandesa e principalmente mexicana e cubana. Inclusive, essa mesma mistura retrata a identidade de Miami, devido à quantidade de hispano-americanos e judeus, atraindo pessoas do mundo todo. A seguir, uma seleção dos lugares mais legais que visitamos.

Cultura, Arte e Ciência

1. Perez Art Museum Miami

Também conhecido como PAMM, esse museu nos ganhou pelas instalações e pela proposta da curadoria. De frente para a baía, seu projeto arquitetônico (assinado pela dupla de arquitetos suíços Herzog e de Meuron) por si só já é uma obra de arte. Lá fora, o passeio em frente ao museu chama atenção pelo bom gosto no prédio e paisagismo exuberante, que abusa do verde e da luz natural. Lá dentro, as obras de arte contam com vídeos, quadros, esculturas e instalações, e compõem uma seleção que se preocupa em mostrar a cultura de Miami em toda a sua diversidade. Cidade cosmopolita e com grande influência de imigrantes, tem a contribuição latino-americana bem representada. O museu possui coleções temporais e permanentes, incluindo a coleção pessoal de Jorge M. Pérez, maior patrono do museu, que teve o local nomeado em sua homenagem. Depois da visita, sente na escadaria na frente do museu para uma pausa olhando o mar em cadeira cativa.

 

 


2. Wynwood Walls

Um dos nossos lugares preferidos, as Wynwood Walls ficam no mesmo bairro do PAMM, que respira arte em todos os seus cantos e paredes. E, aqui, é exatamente isso que você encontra: muros cobertos em grafitti, um verdadeiro museu a céu aberto. Adoramos conhecer esse cantinho particular da cidade que, no fundo, nem parece Miami, pois está afastado da praia e tem um clima mais underground com galerias descoladas e bons restaurantes. Outro lugar obrigatório de ir com a câmera do celular pronta para trabalhar: tire fotos suas com os painéis coloridos de artistas renomados como o brasileiro Kobra. Elas vão ficar incríveis sem o menor esforço.

 

 

 

3. Phillip and Patricia Frost Science Museum (Frost Science)

Também próximo ao PAMM, o museu tem 6 andares e cada um possui um tema diferente. É como uma experiência 3 em 1: uma mistura de museu de ciência com planetário e aquário. Como outros destinos desse roteiro, o Frost Science, como também é conhecido, é um museu interativo. No topo do museu tem um rooftop com vista para o mar e já do lado de fora é possível ver a estrutura do planetário enorme que conhecemos lá dentro. A parte mais surreal  foi a do aquário, que conta com paredes e tetos em vidro cheias de peixes e tubarões nadando, fazendo você se sentir no “Procurando Nemo”. Mesmo aqueles que cabulavam aulas de ciência vão amar esse museu e passar o dia conhecendo cada pedacinho dele.

 

4. Artechouse

Como o nome já sugere, a Artechouse é um museu que visa unir a arte e a tecnologia em uma visita apenas. E lá o visitante também vive quatro dimensões em uma única experiência: a três dimensões clássicas (profundidade, vertical e horizontal) e a também a do tempo. O museu é altamente interativo e sensorial, e uma verdadeira viagem tecnológica. Em um mundo que não existe mais desvinculado da tecnologia, um museu desses consegue aproximar a arte da nova realidade, mostrando novas formas e ferramentas aos artistas e futuros artistas. Como um museu de tecnologia respeitável, as fotos pro Instagram estão garantidas.

 

Entretenimento

5. Unicorn Factory

É isso mesmo que você está pensando e nada menos: uma instalação inteira sobre unicórnios e seu mundo colorido. E por quê? Porque quem não gosta de unicórnios?! O museu é uma grande experiência sensorial, com piscina de bolinhas, balanço de unicórnio pendurado em nuvens de algodão doce e muitas outras opções dos sonhos – literalmente. E é, de longe, o local mais instagramável de Miami. Essa é, inclusive, a proposta da criadora. Portanto carregue seu celular e use e abuse da câmera para tirar as fotos mais invejáveis do seu feed. O museu é interativo e muito, muito diferente que tudo que já vimos. E termina, é claro, na loja de presentes que, para não desapontar, também surpreende nos souvenirs, vendendo até lágrimas de unicórnio (que supostamente têm o poder de curar até alguém que está perto da morte). Não temos vergonha em dizer que compramos a nossa, porque, né… Vai saber…

6. Española Way

A española Way é uma área especial de Miami. É especial já de dia, mas ainda mais especial à noite. O nome vem da sua arquitetura, que é composta por construções espanholas da época das colônias, e da grande influência espanhola e mexicana em todo o comércio – tanto lojas quanto restaurantes. Durante o dia, o sol dá o clima de passeio e, durante a noite, as luzes tomam conta da rua, repleta de mesas dos restaurantes mexicanos, cubanos e brasileiros. Não somos acostumados com dança latina, mas as baladas de salsa ficam mais fáceis depois de um mojito ou dois… Para aproveitar o paraíso das compras, a rua também garante lojas abertas de dia ou de noite.

7. Topgolf Miami

A visita ao Topgolf Miami vale para quem já jogou antes e para quem nunca segurou um taco. Diferente de campos de golfe comuns, esse lembra a experiência de um boliche: cada grupo aluga o seu espaço com dispenser de bolinhas (que é automatizado), computador que conta os pontos de cada jogador e sofá – onde você pode aproveitar para pedir uma boa porção de wings acompanhada de um drink. Se estiver procurando por uma opção mais completa (ou saudável), o cardápio é completíssimo, indo do café da manhã até a salada. Além do golfe, o local também oferece restaurante, bar, salas de reunião e um rooftop com vista invejável da cidade e lareira para as noites mais frias. A experiência do jogo nesse tipo de local é diversão garantida – e, aparentemente, possui uma estratégia diferente para alguns jogadores: acertar o trator que fica no campo recolhendo as bolinhas. Só vale o aviso aos amadores: cuidado com o pulso ao tentar acertar a bolinha. Principalmente se tiver que escrever uma matéria logo em seguida.

8. Lincoln Road

A típica rua de filmes que se passam em Miami. Com lojas coloridas, restaurantes, sol e palmeiras no canteiro central, é uma rua de passeio e compras apenas, com tráfego fechado para carros. Como estamos falado de Miami, não poderiam faltar galerias de arte (uma delas do Romero Britto) e boa comida. Mas também, como estamos falando de Miami, não poderiam faltar as compras. Somos brasileiros, está no DNA. Temos que comprar alguma coisinha, nem que seja um chaveiro pra dar de lembrança. Mas a Lincoln Road oferece muito mais: lojas de roupas famosas, loja da Apple e muitas outras opções que vão garantir a satisfação da sua parcela consumista interna. Mas cuidado com as parcelas do cartão depois de voltar pra casa…

9. Culinária mundial…

Prepare-se para uma dieta antes e depois dessa viagem. Você vai se surpreender com a variedade de restaurantes na cidade. As opções culinárias são infinitas e agradam todos os paladares. A começar pelos mais exigentes. Foram muitos os restaurantes que visitamos.

10. …e ao mesmo tempo bem local

Destaque para o CVLTVRA, no Gabriel Hotel, Bakan, na Española Way e o restaurante do Hotel Condidante, em Miami Beach. Já que imagens falam mais do que palavras, deixaremos vocês apreciar:

Para ver todas as opções de roteiros culturais, gastronômicos e outras atrações, visite Miami and Beaches clicando aqui.

Publicidade

Agradecimentos: Melina Martinez, Ana Guerrero Vargas, Juliana Cabrini, Miami and Beaches e Jeffrey Group.

 


Rafael Oliver
Publicitário de formação, com passagens por grandes agências, também atua por vocação na área da comédia. É redator, roteirista e humorista . Encontrou em San Diego, na Califórnia, seu segundo lar. Está sempre por lá. Vive uma busca incessante por novas experiências. E está longe de parar.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Casal dá a volta ao mundo com R$ 20 mil e inspira outros que têm o mesmo sonho