Diversidade

A surfista brasileira Nicole Paceli disputou Pan grávida e ganhou bronze

19 • 08 • 2019 às 11:05
Atualizada em 19 • 08 • 2019 às 12:01
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Nicole Pacelli revelou ao Blog Extraordinárias que competiu no Pan-Americano de Lima, no Peru, grávida. A atleta ressaltou que foi uma decisão difícil de ser tomada, mas que confiou nas orientações dos médicos para se manter confiante e realizar o sonho. 

Deu mais que certo e Nicole conquistou uma medalha de bronze surfando no stand up paddle. A competidora descobriu a gestação não planejada há algumas semanas antes do início da competição no Peru. 

– Apresentadora da Globo é demitida por não perder peso após gravidez

Nicole Pacelli, bronze no Pan-Americano de Lima, no Peru

A médica de família, Pacelli conta, passou a segurança necessária para ela se concentrar no desempenho dentro do Pan-Americano. 

“Acho que o que aconteceu comigo foi bom para mostrar que quando a gente fica grávida pode continuar com os objetivos e seguir correndo atrás dos sonhos. Se eu não tivesse tentado, não teria conquistado minha medalha e talvez não tivesse certeza de que posso voltar superbem. Tudo isso foi bom e me deu confiança”, disse com exclusividade ao blog do UOL. 

O caso de Nicole Pacelli faz lembrar imediatamente a história de Serena Williams. A multicampeã venceu o ‘Aberto da Austrália’, em janeiro de 2017, em partida contra a irmã, Venus. 

Em um documentário exibido pelo HBO, a norte-americana revelou que já estava grávida de oito semanas ao levantar pela 23ª vez um troféu de Grand Slam. Recorde absoluto. 

Ao Nexo, a médica Tathiana Parmigiano, responsável pelo atendimento de atletas da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), explica que o exercício, com parcimônia, pode fazer parte da rotina de atletas grávidas. 

“Esporte e exercício físico na gravidez estão muito bem estabelecidos. Todas devem ser incentivadas e isso vai muito além da hidroginástica. O que muda, na verdade, é qual tipo de atividade, o tempo de duração e a intensidade. A Serena Williams, por exemplo, tem um condicionamento físico diferente da maioria das mulheres. Mas nem por isso a condição dela autoriza que ela participe de competições sem correr riscos”, salienta.

A decisão, no entanto, deve ser tomada em conjunto com um profissional de saúde. É preciso ainda levar em consideração que Nicole e Serena são duas atletas de alto rendimento. Ou seja, com uma estrutura corporal mais bem preparada.

Não se trata de defender ou excluir a atividade física da rotina de uma gestante, mas sim de pensar uma rotina que se adeque aos limites e necessidades de cada mulher.

Com a medalha de bronze no peito e uma nova vida pela frente, Nicole deve tirar uma pausa até o nascimento do bebê, previsto para fevereiro.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness