Inspiração

Cachorrinha nasce com mancha no formato do bigode do Salvador Dali

07 • 08 • 2019 às 10:13 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Se a imagem de qualquer cachorrinho já é meio caminho andado para viralizar um post na internet, imaginem um filhote recém nascido – e mais: com um estrondoso bigode em seu focinho. A foto, tirada de uma ninhada em um centro de adoção de animais em Dallas, no Texas, mostrando a cachorrinha e sua mancha precisamente emulando um belo de um bigode grosso, evidentemente viralizou.

Alguns viram na foto – e principalmente no bigode – a imagem do filósofo alemão Friedrich Nietzsche, dono de um dos mais impressionantes bigodes de todos os tempos. Outro bigodudo célebre e brasileiro com a qual a cachorrinha pode ser comparada é o poeta paranaense Paulo Leminski, que também ostentava seus pelos faciais com uma dignidade impar. O campeão em semelhança, porém – com quem a cachorrinha e sua mancha mais foram comparados – foi mesmo o pintor catalão Salvador Dali.

Foi por essa hilária comparação com um dos mais icônicos bigodes da história que a cachorrinha acabou batizada de Salvador Dolly. Curiosamente, apesar do formato verdadeiramente semelhante, o inesquecível bigode de Dali era consideravelmente mais fino do que de sua semelhante canina. Salvador Dolly e seus 10 irmãos nascidos na mesma ninhada ainda estão vivendo em lares temporários no estado do Texas, mas sua adoção parece já estar confirmada – para a cidade de Nova Iorque.

Acima, a ninhada da Salvador Dolly

Publicidade

Canais Especiais Hypeness