Arte

Camerata Jovem do Rio faz apresentações na Europa após ganhar prêmio internacional

por: Redação Hypeness

Em meio ao desespero provocado pela violência, o Rio de Janeiro tem ao menos um motivo para sorrir. Dezenove jovens entre 17 e 23 anos vão receber um prêmio no exterior, além de realizarem apresentações na Suíça e Alemanha. 

Nascidos em comunidades da capital fluminense, eles fazem parte do projeto ‘Ação Social pela Música do Brasil’ (ASMB) e foram agraciados com o ‘Swiss Charity Award’. 

Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro

– Como um erro em encomenda de esfihas virou uma corrente de solidariedade com refugiada no Rio

O reconhecimento não acaba por aqui, já que os jovens também irão desfilar o talento em Zurique e no Palácio das Nações, simplesmente a sede da Organização das Nações Unidas em Genebra, na Suíça. 

“A gente fica um pouco surpreso ao ver os caminhos que a música nos leva porque se você parar pra pensar, nós somos músicos de um projeto social e todos nós viemos da favela, com uma realidade totalmente diferente. Acho que ninguém nunca imaginou ganhar um prêmio concorrendo com outras pessoas que, provavelmente, não tem a mesma realidade que nós”, declarou ao G1 Gilbert Vilela, de 21 anos.

O projeto 

A Ação Social pela Música do Brasil (ASMB) atua com 12 núcleos de aprendizado no Complexo do Alemão, Morro dos Macacos, Rio das Pedras e Cidade de Deus, entre outras localidades. 

O grupo utiliza a música como instrumento de desenvolvimento e, em parceria com escolas e creches da Rede Pública de Ensino, administra 10 polos de musicalização. Em 23 anos, foram formadas orquestras jovens de música clássica em todo o Brasil. 

Publicidade

Foto: Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Spike Lee vai à Veneza ‘vender’ o cinema negro: ‘Vou sempre apoiar e incentivar diretores negros’