Viagem

Casal paulista larga tudo para mochilar mundo afora com gêmeos de 3 anos

por: Redação Hypeness


Licieri Marotta, de 39 anos, e Rafael Figueiredo, de 40, estão há mais de um ano viajando. A dupla leva na mochila os melhores companheiros: seus filhos gêmeos de apenas 3 anos, Antônio e Gabriel. A experiência é compartilhada no site Gêmeos na Mochila.

Licieri, que é médica, contou ao Catraca Livre que o projeto de sair pelo mundo sem data para voltar existia há pelo menos 10 anos. Com muito planejamento, o casal de Guaratinguetá, em São Paulo, escolheu o momento certo para tirar um período sabático, com duração de um ano e meio. A partida coincidiu com o aniversário de dois anos dos gêmeos, permitindo que os pais estivessem ao lado da duplinha em tempo integral, acompanhando cada detalhe do crescimento dos meninos.

A aventura já dura 15 meses. Nesse período, eles passaram por 20 países, incluindo destinos da Oceania, Ásia, África e Europa, onde estão agora. Para que a jornada não se torne estressante, todos os detalhes do roteiro são pensados buscando equilibrar atrações que vão agradar as crianças e coisas que o casal deseja conhecer.

View this post on Instagram

Pra lá de Marrakech… Nossa última parada no Marrocos! A Medina, como sempre, dá aquela sensação de volta no tempo e de estarmos dentro de um filme. Aqui, diferente de Fez, as ruas são largas, e não há muito como se perder. Os aplicativos de mapas funcionam muito bem! Continua valendo a dica de não aceitar ajuda de estranhos e de tomar cuidado, principalmente na praça principal, onde os locais conduzem as cobras com suas flautas (foto 5). Alguns tentam colocar os animais sobre nós pra pedir dinheiro na hora de retirá-los. Com isso em mente, basta aproveitar os lindos palácios e ruelas cheios de história, cultura e beleza! . . . . #gemeosnamochila #voltaaomundo #voltaaomundoemfamilia #viagemcomcriancas #viajarcomcriancas #viagemcomfilhos #sabatico #sabaticocomfilhos #roundtheworld #gapyear #travelingwithkids #tempodequalidadeemquantidade #maedegemos #marrocos #marocco

A post shared by gemeosnamochila (@gemeosnamochila) on


O mochilão em família também não deve se tornar um peso para ninguém. Graças a isso, a dupla leva apenas duas malas de 23 kg, duas mochilas pequenas e o carrinho dos meninos. Nenhuma aventura é grande demais para a família, que chegou até mesmo a percorrer 35 km a pé, durante uma trilha de dois dias em Myanmar.


“As crianças têm as mesmas demandas que têm em casa e, muitas vezes dão menos trabalho. Pode ser bem mais leve cuidar dos gêmeos vendo uma paisagem incrível, experimentado uma comida diferente, ou apenas, passeando e aproveitando o balanço do carrinho para que eles tirem aquela soneca”, explica Licieri no blog sobre a viagem. E tem como discordar disso?

Espia mais fotos dos viajantes mais fofos que você vai ver hoje!

View this post on Instagram

Vovô e vovó vieram de novo! #amorquetransborda Uma das coisas mais especiais desse nosso período é termos a chance de conviver intensamente com a família. Pode parecer contraditório, mas se por um lado, estamos longe, por outro, quando estamos perto, estamos juntos em 100% do tempo, aproveitando cada pequeno momento do dia. Isso tem sido muito marcante desde que saímos de nossa casa, antes mesmo de viajarmos. Ainda trabalhando, mas já sem ter onde ficar, uma tia muito querida do Rafa nos hospedou em São Paulo por 1 semana, que foi mais que especial. Os momentos em família a noite, a convivência com as crianças, nossas conversas até de madrugada… @cristina.marques.98478 Já no inteiror, na cidade de nossos pais, ficamos um pouco em cada casa enquanto aguardávamos o grande dia de nossa partida para o sonho, que na verdade, já havia começado. Na casa dos pais do Rafa, presenciamos momentos inesquecíveis dos meninos com a biza de 96 anos. Como não guardar no coração seu sorriso ao ver os meninos correndo pela casa e a cena dela dividindo com eles sua preciosa caixa de lápis de cor para que pintassem juntos.💜 Que tal sair do trabalho mais cedo pra encontrar aquela amiga!! Ou passar um fim de semana ou um feriado inteiro grudadinho com a família!!! Por mais momentos com quem amamos! Por mais vida com o que importa! #tempoquenaovolta #tempodequalidadeemquantidade Obrigada vovó Tetê e vovô China por mais essa visita! Obrigada por serem parte desse nosso sonho!! @tetefigueiredo54 @luizsilva1951 . . . . #gemeosnamochila #voltaaomundo #voltaaomundoemfamilia #viagemcomcriancas #viajarcomcriancas #viagemcomfilhos #sabatico #sabaticocomfilhos #roundtheworld #gapyear #travelingwithkids #maedegemos #europa #croacia

A post shared by gemeosnamochila (@gemeosnamochila) on


 

View this post on Instagram

 

A post shared by gemeosnamochila (@gemeosnamochila) on

View this post on Instagram

Porque viajar com gêmeos??!! Primeiro, porque se você gosta de viajar, não precisa se privar desse prazer só porque porque agora tem 2 bebês!😀 As viagens são mais lentas, vemos menos coisas do que antes, mas sempre vale muito à pena As crianças têm as mesmas demandas que têm em casa e, muitas vezes dão menos trabalho. Pode ser bem mais leve cuidar dos gêmeos vendo uma paisagem incrível, experimentado uma comida diferente, ou apenas, passeando e aproveitando o balanço do carrinho para que eles tirem aquela soneca, às vezes sofrida, de forma bem fácil e o melhor, juntos, ao mesmo tempo! Os bebês e as crianças voltam cheios de novidades das viagens. Estar o tempo todo com os pais e ter novas experiências acabam por desencadear saltos no desenvolvimento nos pequenos. Esse tempo 100% dedicado ao viver e descobrir coisas juntos, em família, só aumenta o vínculo entre todos e gera memórias e histórias que serão eternas! Eles nos dão outra visão dos lugares visitados, com seus olhinhos detalhistas. Começamos a enxergar o que antes passava batido, como um passarinho ou um "auau" no plano de fundo de um quadro, em passeios por museus. Eles nos fazem viver mais cada lugar.  Enquanto ficam horas jogando pedrinhas na beira do lago, somos obrigados a relaxar e a curtir a paisagem. Ah, e não estou me referindo a passeios de criança. É bem possível viajar sem fazer programas de crianças em 100% do tempo. Eles não vão curtir da mesma forma que nós, mas encontram a maneira deles de aproveitar nossos passeios de adultos. Não acharão uma paisagem incrível, mas adorarão pegar pedrinhas pelo caminho, pular as poças, subir ou descer as rampas e degraus. Não irão apreciar a qualidade e beleza de um quadro ou de uma escultura, mas vão adorar brincar de procurar animaizinhos, nas obras pelos museus. E também não estou falando apenas sobre atravessar o mundo com a dupla. Pode ser um fim de semana na cidade dos avós ou de algum tio, uma pousada na cidade vizinha ou um período mais longo em algum lugar mais distante, as novas experiências em família vão ficar gravados para sempre na memória e no coração! Acho que a melhor pergunta seria: Porque não viajar com gêmeos? #maedegemeos

A post shared by gemeosnamochila (@gemeosnamochila) on


View this post on Instagram

Fez foi assim: uma mistura de experiências e sentimentos! Sentimos a mágica de voltarmos no tempo dentro da maior Medina do mundo. Caminhões de lixo eram mulas, e os de mudança, pequenos carrinhos de mão transportados pelo locais, no maior território sem tráfego de veículos motorizados. Minúsculas ruelas para nos perdermos (literalmente, 😄) e um curtume, que mantém os métodos tradicionais de tintura e manipulação do couro, considerado patrimônio da humanidade pela UNESCO. Por outro lado, sentimos a intensidade da falta de liberdade da mulher em um país predominantemente muçulmano. Presenciamos cenas corriqueiras em que uma mulher comia de burca e outra recebia agressões do companheiro em uma discussão no meio da rua. Foi o único lugar, de toda a viagem, em que senti algo que parecia vir de um preconceito por eu ser a diferente ali (por ser estrangeira ou por não ser muçulmana??) Também sofremos com o que chamaríamos de "malandragem", no Brasil. Passamos por algumas situações em que tentavam tirar vantagens por sermos turistas. Talvez um resultado de certa desigualdade social e pobreza do país (não justificando os atos, mas tentando ter alguma empatia pelo povo desse país, que em sua maioria, não parece levar uma vida fácil, e que em grande parte foi muito gentil conosco). Ficamos 5 dias pela cidade, onde decidimos fazer tudo sem guias e sem agências, como na maioria dos lugares por onde passamos. A ideia é sempre ter mais tempo e liberdade com as crianças e também, tentar conhecer melhor a vida local, não focando apenas em ticar os pontos turísticos. Desde vez, algumas experiências foram um pouco duras, mas faz parte da nossa escolha. Algumas culturas diferem no que temos como valores mais importantes e nesses casos, as vivências acabam sendo mais difíceis, mas com certeza somam para nosso crescimento e aprendizado sobre o outro e sobre a diversidade desse nosso mundo! EN In comments Saiba mais no destaque dos stories! . . #gemeosnamochila #voltaaomundo #voltaaomundoemfamilia #viagemcomfilhos #sabatico #sabaticocomfilhos #roundtheworld #gapyear #travelingwithkids #tempodequalidadeemquantidade #maedegemos #africa #marrocos #marocco #fez

A post shared by gemeosnamochila (@gemeosnamochila) on



 

View this post on Instagram

 

A post shared by gemeosnamochila (@gemeosnamochila) on


View this post on Instagram

A Tunísia foi mais um país que nos encantou! Entrou e saiu do nosso roteiro inúmeras vezes, até que tivemos a sorte de escolher visitá-lo! É o território da antiga civilização de Cartago, palco das guerras Púnicas e é mais uma região conquistada pela grandioso império romano. Com isso, sobram história e monumentos a serem visitadas, com destaque para o incrível Coliseu da cidade de El Jem! Seu mar é famoso pela cor azul turquesa e alguns o chamam de Grécia árabe. O interior foi a parte que mais nos surpreendeu! Cada passagem de tirar o fôlego! Desertos e oásis que nos proporcionaram experiências incríveis, como a noite no acampamento e o rebanho de animais vindo se refrescar e beber água no oásis ao fim do dia! Cerejeiras floridas em meio a palmeiras de tâmaras! O país é seguro, tem boas estradas e até trens. As pessoas são amáveis e tranquilas. Achamos tudo muito autêntico e ainda pouco explorado! Salvei tudo no stories, para quem quiser mais detalhes!! . . . . #gemeosnamochila #voltaaomundo #voltaaomundoemfamilia #viagemcomfilhos #sabatico #sabaticocomfilhos #roundtheworld #gapyear #travelingwithkids #africa #tempodequalidadeemquantidade #maedegemos #europa #tunisia #maes🌍afora #brasileirinhospelomundoafora

A post shared by gemeosnamochila (@gemeosnamochila) on


View this post on Instagram

Apesar de ser o 4o em tamanho, o Coliseu de El Jem é o mais preservado do mundo! Foi uma visita incrível! Parecia que havia sido construído ontem! . . É possível caminhar por todas as diferentes divisões do anfiteatro e imaginar a vida ali, na época dos Romanos. Além disso, o local, como não é tão famoso como os de Roma ou o de Verona, está sempre assim, bem tranquilo. Não conseguíamos sair de lá. Ficamos até o último horário e aproveitamos o início do pôr do sol. . EN – Despite being the 4th in size, the El Jem Coliseum is the most preserved in the world! It was an amazing visit! It looked like it had been built yesterday! . . It is possible to walk through all the different divisions of the amphitheater and imagine life there in the time of the Romans. Moreover, the place, as it is not as famous as those of Rome or Verona, is always this way, very quiet. We could not get out of there. We stayed until the last hour and enjoyed the beginning of the sunset. . . . #gemeosnamochila #voltaaomundo #voltaaomundoemfamilia #viagemcomfilhos #sabatico #sabaticocomfilhos #roundtheworld #gapyear #travelingwithkids #africa #tunisia #tempodequalidadeemquantidade #maedegemos

A post shared by gemeosnamochila (@gemeosnamochila) on


 

View this post on Instagram

 

A post shared by gemeosnamochila (@gemeosnamochila) on

Publicidade

Créditos sob as imagens


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Este museu gratuito flutuante com livraria e bar em Paris é apenas maravilhoso