Debate

Cigarro eletrônico faz primeira vítima fatal nos EUA e reforça alerta de médicos

por: Redação Hypeness

Autoridades de saúde norte-americanas investigam o que pode ser a primeira morte relacionada com o uso de cigarros eletrônicos nos Estados Unidos. O Centro de Controle de Doenças e Prevenção (CDC) norte-americano confirmou o óbito de um jovem adulto por complicações de uma grave doença respiratória ligada com o chamado vaping’

A identidade e circunstâncias do óbito não foram divulgados. A notícia, no entanto, chega dias depois da divulgação de estudo mostrando o aumento de casos de pessoas internadas com problemas respiratórios depois da utilização dos dispositivos eletrônicos.  

Cigarro eletrônico pode ter feito primeira vítimas nos EUA

– Crianças que convencem pais a largarem o cigarro ganham bicicleta em cidade turca

Somente em Illinois, onde a morte foi registrada, a quantidade de doentes pelo ‘vaping’ passou de 10 para 22. Outros 12 ainda são investigados.  O próprio Centro de Controle de Doenças e Prevenção confirmou o acréscimo de prováveis vítimas dos cigarros eletrônicos. São 193 pacientes divididos em 22 estados norte-americanos.  

De acordo com a revista Time, autoridades de saúde dos Estados Unidos ainda não identificaram a substância presente no e-cigarette responsável pelas doenças respiratórias e dizem que estão trabalhando em resultados esclarecedores.  

O ‘vaping’ preocupa autoridades de saúde norte-americanas

“Apesar da similaridade entre os casos, não está claro se eles possuem uma causa comum ou são doenças diferentes com sintomas parecidos”, declarou Ileana Arias, diretora de doenças não infecciosas do CDC. 

A doença atinge principalmente pessoas entre 17 e 38 anos. Os sintomas são dor no peito, dificuldades para respirar, febre, tosse, vômito e diarreia. 

O aumento do consumo de cigarros eletrônicos nos Estados Unidos alertou os médicos, que são unânimes em vetá-los. Já Gregory Conley, presidente da American Vaping Association, culpa o usuário, que na sua opinião, opta por “drogas ilegais e receitas amadoras feitas nas ruas”. 

No Brasil, os e-cigarettes estão enquadrados no grupo dos DEFs, de dispositivos eletrônicos para fumar. A escassez de estudos sobre a letalidade fez a Anvisa vetar a venda do produto.

Publicidade

Fotos: foto 1: John Keeble/Getty Images/foto 2: Richard Baker / In Pictures via Getty Images Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jovem negro preso por 10 g de maconha morre de coronavírus dentro de presídio