Inspiração

Juíz perdoa multa de idoso de 96 anos que levava filho para tratar câncer

por: Vitor Paiva

Se a justiça deve ser cega em sua aplicação, ela não pode perder seu aspecto humano e sensível. E foi esse lado que o juiz estadunidense Frank Caprio defendeu ao perdoar uma simples multa por excesso de velocidade em nome de um propósito maior: a saúde de um filho. A multa foi aplicada sobre o aposentado Victor Coella, de 96 anos, que dirigia acima do limite da velocidade em uma zona escolar para levar o filho, que sofre com um câncer, ao médico.

O pai, Victor Coella

Frank Caprio é a estrela do reality “Caught In Providence”, que mostra justamente julgamentos na TV dos EUA. Quando a acusação foi feita em corte, Victor respondeu com serenidade: Não dirijo tão rápido, senhor juiz. Tenho 96 anos de idade e conduzo devagar. E apenas conduzo quando é preciso”, explicou. “Estava indo para as análises sanguíneas do meu filho, que é deficiente motor”. O juiz então lhe perguntou se o motivo da pressa era levar o filho ao medico. “Sim, eu o levo para fazer as análise de sangue a cada 15 dias porque ele tem cancro”, respondeu o senhor, claramente emocionado.

O juiz Frank Caprio

Ao perdoar a multa, o juiz também se emocionou, e por fim elogiou a atitude de um pai de quase 100 anos, cuidando de um filho doente de 63 anos, que originalmente foi passível de multa. “Você é um bom homem. Você é mesmo tudo aquilo que a América representa. Está aqui com 90 anos e continua a tomar conta da sua família. É algo maravilhoso que você faz”, afirmou o juiz Frank Caprio ao encerrar o caso e perdoar a multa de Victor Coella.

Publicidade

© fotos: reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
8 atitudes que estimulam a autenticidade e a conexão com as pessoas